Morreu humorista brasileiro Jô Soares

PorExpresso das Ilhas,5 ago 2022 9:34

Jô Soares, o conhecido humorista, apresentador e escritor brasileiro, morreu na madrugada desta sexta-feira aos 84 anos.

Segundo o site Magsapo.pt, a notícia foi confirmada no Instagram pela sua ex-mulher, Flávia Pedras. O humorista estava internado no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo. As causas da morte não foram ainda confirmadas.

Flávia Pedras diz que Jô Soares partiu no hospital "cercado de amor e cuidado" e convida os fãs do humorista a fazerem um brinde à sua vida: "aqueles que através dos seus mais de 60 anos de carreira tenham se divertido com seus personagens, repetido seus bordões, sorrido com a inteligência afiada desse vocacionado comediante, celebrem, façam um brinde à sua vida".

As cerimónias fúnebres serão reservadas à família e amigos.

A ex-mulher de Jô Soares descreve-o ainda como um "cara apaixonado pelo país aonde nasceu e escolheu viver" e que o quis "transformar, através do riso, num lugar melhor".

O seu texto de homenagem termina com um agradecimento: "obrigada pelas risadas de dar asma, por nossas casas do meu jeito, pelas viagens aos lugares mais chiques e mais mequetrefes, pela quantidade de filmes, que você achava uma sorte eu não lembrar pra ver de novo, e pela quantidade indecente de sorvete que a gente tomou assistindo. Obrigada para sempre, pelas alegrias e também pelos sofrimentos que nos causamos. Até esses nos fizeram mais e melhores. Amor eterno, sua, Bitika".

José Eugénio Soares, conhecido por Jô Soares, nasceu a 17 de Janeiro de 1938, no Rio de Janeiro.

Em criança, queria ser diplomata mas o seu sentido de humor e a sua criatividade acabaram por o levar para outra direcção.

Na sua carreira de muitas décadas, Jô Soares celebrizou-se como humorista, apresentador de televisão, escritor, realizador e actor.

Estreou-se no cinema e na televisão no final dos anos de 1950, como argumentista e actor, nomeadamente no Grande Teatro da TV-Tupi, atingindo sucesso maior cerca de dez anos depois quando chegou à TV Globo com o programa "Faça Humor Não Faça Guerra", de que era ator e autor.

Estreou-se na televisão em 1956 no elenco do programa "Praça da Alegria", da Record TV, onde ficou por 10 anos. Em 1967, entrou na única novela da sua carreira, "Ceará contra 007".

Em 1981, Jô Soares começou o seu primeiro programa a solo, "Viva o Gordo!", um dos títulos humorísticos mais célebres da sua carreira. Portugal descobriu o autor de "O Xangô de Baker Street" nessa altura, quando a RTP passou a transmitir o seu programa de humor no nosso país.

A estreia no Sistema Brasileiro de Televisão (SBT) aconteceu em 1988 com o programa "Veja o Gordo", e no mesmo ano passa a apresentar “Jô Soares Onze e Meia”, que foi ao ar entre 1988 e 1999.

Em 2000, o humorista começou aquele que se tornaria seu programa mais célebre, o “Programa do Jô”, da Rede Globo, cuja exibição terminou em 2016. Pela altura do fim do programa, o apresentador disse terem sido "28 anos de programa de entrevista. Foi um belo caminho".

Jô Soares era também um conhecido fã de jazz e chegou a apresentar um programa de rádio na Jornal do Brasil AM.

Na última publicação na sua página oficial na rede Twitter, datada de quinta-feira, Jô Soares escreveu: "Não é necessário mostrar beleza aos cegos, nem dizer verdade aos surdos. Mas não minta para quem te escuta e nem decepcione os olhos de quem te admira."

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,5 ago 2022 9:34

Editado porAndre Amaral  em  5 ago 2022 13:51

pub.
pub.
pub.

pub
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.