Sobe para 318 número de mortos no sismo de segunda-feira na Indonésia

PorExpresso das Ilhas, Lusa,26 nov 2022 18:54

Subiu para 318 o número de mortos no terramoto que atingiu a província de Java Ocidental, na Indonésia na segunda-feira, depois de encontrarem o corpo de oito pessoas desaparecidas, informaram hoje as autoridades.

As equipas de resgate continuam a procurar nos escombros as 14 pessoas que estão desaparecidas, com cada vez menos esperança de encontrá-las com vida, enquanto o número de feridos é de 7.729, a grande maioria com ferimentos leves, segundo dados da Agência Nacional para a Gestão de Desastres.

Os grupos de socorro trabalham, entre outros pontos, numa enorme avalanche que engoliu vários edifícios perto da cidade de Cianjur, com cerca de 170.000 habitantes.

O epicentro deste terramoto de magnitude 5,6 ocorreu naquela localidade, onde causou estragos devido à sua pouca profundidade e ao atingir uma área densamente povoada área.

Segundo as autoridades, uma centena das vítimas mortais são crianças, uma vez que os sismos atingiram a província de Java Ocidental durante o horário escolar e causaram estragos em dezenas de estabelecimentos de ensino, com 368 escolas destruídas.

Um dos maiores problemas para os governantes é a gestão dos 73.693 deslocados, muitos deles depois de terem perdido as suas casas devido ao terramoto, que destruiu totalmente 58.049 habitações, 144 centros religiosos e 14 centros de saúde.

A operação de busca e salvamento e a distribuição da ajuda humanitária foram prejudicadas pelas dezenas de réplicas sísmicas registadas após o impacto inicial, além de chuvas torrenciais e risco de novos deslizamentos de terra na região.

O terremoto de segunda-feira é o mais mortal na Indonésia desde Setembro de 2018, quando um sismo e um tsunami na ilha de Celebes (Sulawesi) mataram mais de 4.300 pessoas no país, que fica no chamado Anel de Fogo do Pacífico, uma área de grande actividade sísmica e vulcânica, onde são registados cerca de 7.000 terremotos por ano, a maioria deles moderados.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Lusa,26 nov 2022 18:54

Editado porSara Almeida  em  5 fev 2023 23:27

pub.
pub.

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.