Nigéria admite ataque aéreo que matou 39 pessoas em Janeiro

PorExpresso das Ilhas, Lusa,6 jun 2023 13:58

Pelo menos 39 pessoas morreram e seis ficaram feridas num ataque aéreo feito pela Força Aérea da Nigéria no centro do país em janeiro, disse hoje a Organização Não Governamental Human Rights Watch (HRW).

As autoridades nigerianas "deram pouca informação e nenhuma justificação pelo ataque aéreo militar de 24 de Janeiro de 2023 que matou 39 civis e feriu pelo menos outras seis pessoas", disse esta ONG vocacionada para os direitos humanos num comunicado divulgado depois de várias entrevistas a sobreviventes e familiares.

O Governo, diz a HRW, deve garantir "uma investigação urgente, independente, imparcial e transparente" relativamente ao ataque que ocorreu em Kwatiria, uma aldeia no estado de Nasarawa, no centro dese país africano.

Quase seis meses depois do incidente, a HRW diz que a Força Aérea admitiu pela primeira vez o ataque e o bombardeamento, explicando que era parte de uma operação conjunta do Exército, da Polícia e do departamento de segurança estatal, tendo sido desencadeado em resposta aos problemas de segurança neste estado e contra actividades "suspeitas de terrorismo".

"A inaceitável demora dos militares em reconhecer o homicídio e os ferimentos em dezenas de civis só agrava a tragédia deste ataque", disse a investigadora da HRW Anietie Ewang, citada pela agência espanhola de notícias, a EFE.

Desde 2017, mais de 300 pessoas morreram devido a ataques aéreos que, segundo a Força Aérea, visavam criminosos ou membros do grupo terrorista Boko Haram, mas que acabaram por vitimar civis.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Lusa,6 jun 2023 13:58

Editado porAndre Amaral  em  7 jun 2023 7:41

pub.

pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.