​Papa pede que se combata violência contra as mulheres através da educação

PorExpresso das Ilhas, Lusa,25 nov 2023 13:08

O Papa Francisco pediu hoje que se combata a violência contra as mulheres com "ações educativas centradas na pessoa e na sua dignidade", numa mensagem que coincide com o Dia Internacional contra a Violência Sexista.

"A violência contra as mulheres é uma erva venenosa que aflige a nossa sociedade e que deve ser eliminada pela raiz. Estas raízes crescem no solo do preconceito e da injustiça e são combatidas com ações educativas centradas na pessoa e na sua dignidade", escreveu o pontífice nas redes sociais.

Uma grande manifestação foi convocada hoje em Roma contra a violência sexista, um tema particularmente delicado na Itália depois de um caso que chocou o país: o assassinato de Giulia Cecchettin, de 22 anos e prestes formar-se em Engenharia Biomédica, que foi morta pelo seu ex-namorado.

O Papa Francisco exortou a "educar o respeito e o cuidado" e a "formar homens capazes de relações saudáveis" face aos numerosos episódios de violência contra as mulheres.

"Vemos nas tristes notícias destes dias, nos terríveis relatos de violência contra as mulheres, como é urgente educar o respeito e o cuidado: formar homens capazes de relações saudáveis", disse o Papa, ao receber uma delegação de jornalistas católicos.

Neste sentido, convidou os jornalistas católicos a não darem "notícias mórbidas" e a considerarem, antes de dar "notícias e 'furos'", que "há sempre sentimentos, histórias, pessoas reais que devem ser respeitadas como se fossem familiares".

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Lusa,25 nov 2023 13:08

Editado porFretson Rocha  em  1 mar 2024 23:28

pub.

pub.

pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.