Chuvas no Nepal provocaram 14 mortos e nove desaparecidos desde quinta-feira

PorExpresso das Ilhas, Lusa,7 jul 2024 15:25

As chuvas torrenciais que, desde quinta-feira, 3, estão a afectar o Nepal, provocaram pelo menos 14 pessoas e nove desaparecidos, além de inundações e deslizamentos de terra, anunciaram hoje as autoridades policiais nepalesas.

As inundações na vizinha Índia e no Bangladesh também causaram danos generalizados e afetaram milhões de pessoas.

"A polícia está a trabalhar com outras agências e residentes locais para encontrar as pessoas desaparecidas", disse o porta-voz da polícia nepalesa Dan Bahadur Karki, citado pela agência France-Presse.

As autoridades deste país dos Himalaias alertaram para a possibilidade de novas inundações repentinas em vários rios, na sequência das fortes chuvas registadas, adiantando que ocorreram inundações em vários distritos de baixa altitude na fronteira com a Índia.

Em Junho, 14 pessoas morreram no Nepal quando violentas tempestades provocaram deslizamentos de terras e inundações.

Entretanto, na Índia, as inundações no estado de Assam, no nordeste do país, mataram seis pessoas nas últimas 24 horas, informou hoje a autoridade de gestão de catástrofes. Este número eleva para 58 o número de mortes causadas por chuvas torrenciais no país desde meados de Maio.

No Bangladesh, um país de baixa altitude a jusante da Índia, mais de dois milhões de pessoas foram afectadas pelas inundações, de acordo com as autoridades. A maior parte do país é constituída por deltas, onde os rios dos Himalaias, o Ganges e o Brahmaputra serpenteiam em direcção ao mar depois de atravessarem a Índia.

As monções de Junho a setembro causam morte e destruição em todo o Sul da Ásia todos os anos, mas ultimamente o número de inundações e deslizamentos de terras mortais tem aumentado, com especialistas a apontarem que as alterações climáticas e a construção de estradas estão a agravar o problema.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Tópicos

Nepal Chuvas

Autoria:Expresso das Ilhas, Lusa,7 jul 2024 15:25

Editado porDulcina Mendes  em  7 jul 2024 19:51

pub.

pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.