Faleceu hoje em Lisboa a médica cirurgiã Helena Lopes da Silva, membro do Conselho da República

PorExpresso das Ilhas, Inforpress,8 set 2018 22:03

Faleceu hoje em Lisboa aos 69 anos de idade, a Dra. Helena Lopes da Silva “Lena Pantchol”, cirurgiã há mais de trinta anos no Hospital de Santa Maria e membro do Conselho da República de Cabo Verde.

A notícia foi confirmada à Inforpress por familiares dando conta que o corpo foi encontrado esta manhã, já sem vida, no apartamento onde a malograda vivia em Lisboa.

Conforme apurou a Inforpress, a notícia da morte de “Lena Pantchol” que aparentemente gozava de boa saúde, sempre bem-disposta, apanhou desprevenida não só os familiares como os amigos, provocando enorme consternação.

Também o Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, que se encontra de visita à ilha do Maio, um amigo pessoal da malograda desde os tempos de estudante, ficou “abalado” com a notícia assim que tomou conhecimento. 

"Foi com profunda dor e consternação que recebi a notícia do falecimento da Dra. Helena Lopes da Silva, em Portugal, amiga pessoal de longa data e Conselheira da República. Um desaparecimento repentino e inesperado que representa uma perda profunda, primeiro para a família e para Cabo Verde, de uma forma geral. Militante da causa da liberdade, da democracia e da independência de Cabo Verde, desde a primeira hora, a Dra. Helena Lopes da Silva sempre esteve na linha da frente do combate por uma sociedade mais justa.

Desde os seus tempos de estudante de Medicina, em Portugal, e no dealbar da independência do seu país, Cabo Verde, Helena Lopes da Silva foi incansável lutadora na defesa dos ideais humanitários. Integrou movimentos políticos portugueses e cabo-verdianos, inclusive na clandestinidade, e era uma das maiores referências da comunidade Cabo-verdiana em Portugal, sempre preocupada e oferecendo a sua competência, lá onde fosse preciso.

No período já da consolidação democrática, quer em Portugal quer em Cabo Verde, as suas ideias e a sua voz foram sempre escutadas, sobretudo em Cabo Verde, onde ocupava actualmente um lugar no Conselho da República, tendo me acompanhado em diversas visitas oficiais.

Assim, é com profundo pesar que tomo conhecimento do seu falecimento, uma perda irreparável que nos deixa a todos mais pobres. Em meu nome pessoal e de todos os cabo-verdianos, envio as minhas sentidas condolências à família enlutada, nesta hora da dor que nos atravessa, bem como aos seus muitos amigos e amigas, que também puderam testemunhar a sua generosidade e amizade", lê-se na nota de pesar chegada à nossa redacção. 

Licenciada em Medicina em 1974-75, pela Faculdade de Medicina de Lisboa, Helena Lopes da Silva passou o concurso da Admissão ao Internato de Especialidade com 93% de respostas certas, tendo realizado a cirurgia geral no período de 1981/1987 com a classificação de 19 valores no exame final, sendo a 1ª classificada num grupo de cinco candidatos.

Desde então a esta parte foi desenvolvendo um enorme curriculum em crescendo, sendo membro do Colégio de Especialidade de Cirurgia da Ordem dos Médicos desde 1993.

Nos anos lectivos de 1982 e 1983, a convite da Direcção da Escola de Enfermagem Calouste Gulbenkian, lecciona a Cadeira de Patologia Médico-Cirúrgica ao Curso de Equiparação do Curso de Enfermagem Psiquiátrica ao de Enfermagem Geral.

Entretanto, a sua actividade cirúrgica abrange toda a cirurgia geral gastrointestinal, ginecológica, da glândula tiroideia, da parede abdominal e das varizes, tendo contabilizado ao longo da sua carreira profissional mais de 4.000 (quatro mil) cirurgias como cirurgiã e milhares de ajudas como ajudante e várias centenas como ajudante sénior dos internos em formação e de especialistas mais jovens.

A sua formação cirúrgica foi iniciada oficialmente em 1981, portanto há 37 anos, e fazia questão de sublinhar o facto de ter integrado no Serviço de Patologia Cirúrgica dirigida à época pelo Prof Celestino da Costa, integrada na equipa do Dr. Diaz Gonçalves com os Assistentes Drs. Rocha Pires e José Mendes do Vale, com quem trabalhou a sua graduação em Assistente Hospitalar.

Entrou para o Conselho da República de Cabo Verde a convite do Presidente Jorge Carlos Fonseca, órgão consultivo que é constituído ainda pelo primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, presidente do Supremo Tribunal de Justiça, enquanto Presidente do Tribunal Constitucional, pelo antigo Presidente da República, Pedro Pires, pelo Procurador-Geral da República, pelo provedor da Justiça, pelo presidente do Conselho Económico e Social e ainda pelo arquitecto Frederico Hopffer Almada.

Helena Lopes da Silva, militante de esquerda, opositora à ditadura do Estado Novo, bateu-se pela democracia e pela independência das antigas colónias portuguesas, antes do 25 de Abril.

Membro da Liga Comunista Internacionalista (LCI), fundada em 1973, que deu origem ao Partido Socialista Revolucionário (PSR), em 1978 - um dos movimentos fundadores do BE, em 1999 -, encabeçou a lista daquele partido às eleições europeias, em 1994, e fez parte dos movimentos pelo "Sim" à despenalização do aborto, nos referendos.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Inforpress,8 set 2018 22:03

Editado porAntónio Monteiro  em  9 set 2018 11:13

pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.