Ministério da Educação organiza escolas em agrupamentos e quer diminuir abandono escolar

PorAdilson Pereira,10 ago 2017 12:49

A reorganização da rede educativa vai reduzir o abandono escolar. A convicção é do <strong>director-geral do orçamento, planeamento e gestão do Ministério da Educação, José Marques, que falava hoje, na Praia.</strong>

 

Para o responsável, ouvido no último dia conselho do ministério da Educação, o fenómeno de abandono da escola regista-se com maior frequência na transição do sexto para o sétimo ano, ou seja, do básico para o secundário.

Com este novo figurino organizativo, os alunos vão poder prosseguir estudos no mesmo espaço educativo até ao oitavo ano de escolaridade. A criação da nova rede educativa torna-se realidade mediante a implementação do novo modelo pedagógico, previsto para o próximo ano lectivo.

“As escolas deixam de estar organizadas em pólos e passam a estar organizadas em áreas, espaços educativos, designados de agrupamentos educativos”, explica José Marques.

"Os agrupamentos educativos, em termos funcionais, vão ter um director. Vão estar coadjuvados por subdirector pedagógico mais os coordenadores de cada uma das escolas satélite que estão ancoradas ao agrupamento", acrescenta. 

Para além de fomentar a melhoria da aprendizagem dos alunos, espera-se com esta organização, como deseja José Marques, reduzir a taxa do abandono escolar., optimizar os recursos e concentrar os alunos numa mesma área educativa.

A verdade é que a implementação da nova rede educativa não está livre de constrangimentos. “Há dificuldades de acesso em muitas ilhas em que o grande problema é transportar alunos de um espaço para outro para puderem ter o quinto ano juntamente com todos os alunos do agrupamento”, salienta o responsável. 

Para driblar este problema, José Marques assegura que estão a ser feitos investimentos ao nível do transporte escolar.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Adilson Pereira,10 ago 2017 12:49

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  11 ago 2017 9:33

pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.