Brasil apoia Cabo Verde na elaboração de projectos de dessalinização para agricultura

PorExpresso das Ilhas, Inforpress,20 ago 2018 7:19

1

Cabo Verde vai ter apoio técnico do Brasil na elaboração de projectos de dessalinização de água salobra para agricultura e de tratamento e reutilização de águas residuais, informou o presidente da Agência Nacional de Águas e Saneamento (ANAS).

Segundo Miguel Ângelo da Moura, o compromisso foi assumido durante a sua participação na reunião dos directores-gerais de recursos hídricos da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), que decorreu nos dias 30 e 31 de Julho, em Lisboa, Portugal.

O encontro culminou com a formalização da Rede dos Directores Gerais de Recursos Hídricos da CPLP, que terá como objectivo ajudar os países a cumprir o Objectivo de Desenvolvimento Sustentável no que diz respeito a água e saneamento.

A rede deverá ainda acompanhar e apoiar a realização progressiva do direito humano, água e saneamento e promover a cooperação e assistência técnica entre as administrações de recursos hídricos nos Estados-membros da Comunidade.

É no âmbito da rede que, segundo Miguel da Moura, o Brasil vai disponibilizar apoio técnico para elaborar projectos de dessalinização e programas em matéria de irrigação e na procura de financiamento para implementação dos projectos.

Miguel da Moura adianta que o grande desafio, actualmente, é a dessalinização da água do mar para consumo humano e a economia e o tratamento e reutilização de águas residuais, ou seja, a água de esgoto para irrigação e a dessalinização de água salobra para a agricultura.

Neste contexto, o Brasil vai apoiar o arquipélago, uma vez que já desenvolveu tecnologia de baixo custo para dessalinização de água, com recurso a energias renováveis e tecnologias muito acessíveis aos agricultores, segundo Miguel da Moura.

Por outro lado, Cabo Verde vai beneficiar de formações em matéria de hidrologia de superfície, ou seja, gestão de águas superficiais, acções que serão alargadas a Angola, Moçambique, São Tomé e Príncipe, Guiné-Bissau e Timor-Leste.

A Rede dos Directores Gerais de Recursos Hídricos da CPLP é presidida por Cabo Verde.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Inforpress,20 ago 2018 7:19

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  23 set 2018 3:22

1

pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.