Apresentadas oportunidades de estágios profissionais em São Vicente

PorLourdes Fortes, Rádio Morabeza,7 fev 2019 14:55

Jacqueline Moniz, Sistema Nacional de Qualificações
Jacqueline Moniz, Sistema Nacional de Qualificações(Rádio Morabeza)

​Operador de venda, serviços administrativos, transformação e conservação de pescado ou comércio são algumas das ofertas do programa de estágios profissionais para 2019, em São Vicente.

A informação foi avançada hoje, em Mindelo, pela coordenadora do Sistema Nacional de Qualificações, Jacqueline Moniz, durante a cerimónia de apresentação das oportunidades de emprego para este ano.

“É um leque muito grande e gostaria também de informar que, a partir de Julho deste ano, vamos ter algumas acções de formação a nível de mecânica automóvel, industrial e electrónica industrial que serão implementadas na escola Técnica do Mindelo e Centro de Emprego”, indica.

Para São Vicente, as previsões apontam para 29 acções, que devem beneficiar 580 pessoas.

Segundo a coordenadora do Sistema Nacional de Qualificações, a nível nacional, estão identificadas 22 áreas profissionais, 55 qualificações em instituições públicas e privadas, para além de outras actividades formativas.

Sectores como agricultura, administração e gestão, comércio, transportes, logística, tecnologias de informação e comunicação compõem o catálogo nacional de qualificações.

As ofertas formativas locais têm como base a especificidade de cada ilha ou município

“Muitas acções oferecidas pelos centros vão ao encontro das necessidades da ilha, locais, por exemplo, temos zonas que são eminentemente agrícolas ou mais turísticas e que nós incentivamos e ou os centros estão orientados ou vocacionados para ofertar essas acções de formação especifica”, afirma.

As ofertas disponibilizadas estão definidas por nível e podem ser acedidas por qualquer jovem, com ou sem formação académica.

“Temos ofertas que vão desde o nível 1 até ao nível 5, dependendo do perfil de entrada de cada formando. Não vamos fechar a nossa oferta às pessoas que se queiram capacitar, tendo elas nível de escolaridade ou não. As ofertas que disponibilizamos vão capacitando as pessoas e também formar pessoas a partir do nível 1 ao 5, tendo em conta o perfil de entrada”, assegura.

Segundo dados recentes do Instituto Nacional de Estatísticas (INE), Cabo Verde tem cerca de 65 mil jovens fora do emprego, da educação e da formação profissional.

No Orçamento do Estado para 2019, o Governo prevê criar em todo país 5 mil estágios profissionais

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Lourdes Fortes, Rádio Morabeza,7 fev 2019 14:55

Editado porFretson Rocha  em  8 fev 2019 8:08

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.