Comandante da marinha belga destaca importância da cooperação bilateral no combate ao crime marítimo

PorLourdes Fortes, Rádio Morabeza,22 out 2019 15:29

O comandante do navio A960 GODETIA, da marinha belga, destacou hoje a importância da cooperação bilateral no reforço da segurança dos portos e no combate ao crime marítimo. Gert Laenen falava à imprensa, no Mindelo, no âmbito da escala que o navio faz no Porto Grande, antes de partir para exercício “Grand African Nemo 2019”, que decorre entre os dias 28 de Outubro e 5 de Novembro, na região do Golfo da Guiné.

O comandante destaca a relevância da cooperação na luta contra a pesca ilegal, o narcotráfico e a pirataria  marítima.

“O crime marítimo ameaça a passagem segura de embarcações comerciais através da região, afectando as economias locais. Acreditamos que, ao reforçar a segurança dos portos de países como Cabo Verde e outras nações africanas, estaremos contribuindo não só para a segurança local e regional, bem como para a segurança na Europa”, indica.

Durante a estadia do GODETIA no Porto Grande, e no quadro do programa de fortalecimento da capacidade marítima, foram realizados exercícios de treino de procedimentos em águas costeiras, com a Guarda Costeira cabo-verdiana.

Gert Laenen destaca a importância da cooperação entre Bélgica e Cabo Verde, nesta matéria.

“É importante manter boas relações. Por outro lado, acreditamos que, cooperando com a Guarda Costeira, podemos aumentar a segurança e a situação económica das pessoas (...) Sei que diferentes países têm direitos de pesca, mas que é difícil de controla-los e nem sempre se comportam da melhor maneira (...). Cooperando, poderemos melhorar as capacidades da Guarda Costeira cabo-verdiana, para controlar as suas próprias águas”, afirma.

Combate a incêndios, segurança a bordo, navegação, manuseio de armas, primeiros socorros, técnicas para embarcar e procura de navios suspeitos são alguns dos exercícios realizados.

A meta, segundo Gert Laenen, “visa o aumento do nível profissional da Guarda Costeira de Cabo Verde, bem como dotar a instituição de autonomia no combate a várias ameaças marítimas".

O A960 GODETIA parte amanhã do Porto Grande para participar no Grand African Nemo 2019. Durante o exercício, o navio vai trabalhar “em estreita colaboração” com as equipes da Guiné, Libéria e Costa do Marfim.

Além de Bélgica e de Cabo Verde, participam no Nemo 2019 as marinhas de Portugal, Brasil, Estados Unidos, França, Espanha, Senegal e mais outros 16 países do Golfo da Guiné.

O exercício conjunto tem como objectivo  treinar os países para enfrentar a insegurança marítima da região do Golfo da Guiné, através de simulação de combate à pesca ilegal, poluição no mar, pirataria, terrorismo marítimo e assistência a navios em situação de perigo.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Lourdes Fortes, Rádio Morabeza,22 out 2019 15:29

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  23 out 2019 11:52

pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.