Autárquicas 2020: Eleitos municipais tomam posse

PorExpresso das Ilhas,18 nov 2020 17:12

O novo mapa das autarquias, saído das eleições de 25 de Outubro, já começa a preencher-se e vários eleitos, novos e repetentes, tomaram posse nos últimos dias, sendo que até ao final desta semana completam-se as sessões solenes agendadas em todos os municípios. Em quase todas as autarquias, a investidura tem decorrido sem sobressaltos, mas em São Vicente a fracturação dos votos está a dificultar os entendimentos.

Cinco dias depois dos resultados definitivos das autárquicas 2020 terem sido publicados no Boletim Oficial (de 6 de Novembro) começaram, em vários municípios do país, as investiduras dos novos eleitos. No âmbito das medidas de prevenção da covid-19 várias cerimónias têm tido assistência presencial limitada e sido transmitidas em directo em diferentes plataformas. Entre a continuidade e a ruptura, reeleitos e novos eleitos prometem dedicação, desenvolvimento e atenção ao bem-estar dos munícipes, em discursos em que reiteram as promessas de campanha.

11/11

Maio, Paúl e Ribeira Grande (Santo Antão) foram os primeiros municípios a ver os órgãos eleitos ser empossados, na passada quarta-feira 11.

Maio

O MpD venceu no Maio com 71% dos votos para a CM – a vitória mais expressiva destas autárquicas – e 69,2% para a Assembleia Municipal. Na passada quarta-feira, este município abriu as cerimónias, com a instalação da AM, presidida por Michael Frederico e composta por 10 deputados do MpD e 3 do PAICV. Esta imediatamente conferiu posse à equipa camarária, liderada pelo reeleito Miguel Rosa e com 5 vereadores do MpD.

No seu discurso de tomada de posse, o reconduzido presidente apontou vários projectos para o mandato que agora começa, entre os quais a reabilitação do centro de formação profissional e a aposta em línguas estrangeiras, com os olhos postos nos serviços turísticos. Miguel Rosa destacou ainda, sem avançar muitos detalhes, um “empreendimento que irá gerar milhares de postos de trabalho” e que está previsto para a ilha. Na cerimónia o governo fez-se representar pelo ministro de Indústria, Comercio e Energia, Alexandre Monteiro.

Paul

O Paul vai continuar a ser liderado por António Aleixo Martins que encabeçou a lista do MpD. Investidos os novos órgãos municipais, o edil salientou a importância da continuidade para reforçar ganhos e promover o desenvolvimento, que vê como um processo “gradativo”. As prioridades para o novo mandato são, conforme disse, o ambiente, a coesão social, a economia e a cultura.

No Paúl o MpD arrecadou todos os cinco lugares da vereação. No que toca à Assembleia Municipal, a lista liderada por Sandra Galina conquistou 7 lugares para o MpD. A UCID obteve 1 lugar e o PAICV 5 deputados eleitos.

O empossamento, tal como os dos restantes municípios de Santo Antão, contou com a presença do ministro da Saúde e da Segurança Social Arlindo do Rosário.

Ribeira Grande - Santo Antão

Orlando Delgado, veterano das autárquicas que foi reeleito para um quinto mandato, vê a vitória como um reconhecimento do trabalho desenvolvido e promete a dedicação de um “primeiro mandato”. Para os próximos quatro anos, entretanto, os eixos prioritários são, conforme avançou, o desenvolvimento económico, a acessibilidade, o reforço a nível social e a gestão da juventude e dos recursos humanos.

A lista apresentada pelo MpD conquistou os 7 mandatos para a câmara. Quanto à assembleia municipal, liderada por Leida Santos, os 17 assentos dividem-se entre o MpD (11 lugares), PAICV (3) e Alternativa Ribeira Grande (3).

12/11

Porto Novo

Na quinta-feira, Santo Antão, onde todos os presidentes das CM foram reeleitos, fechou as investiduras com a tomada de posse dos novos órgão eleitos em Porto Novo. Neste concelho, que tem cerca de metade da população ainda a viver na pobreza, o novo mandato de Aníbal Fonseca vai ser voltado para o empoderamento da economia local, geração de empregos e rendimentos das famílias e consolidação da área social.

De acordo com os dados definitivos das eleições autárquicas, aqui, o MpD conquistou os 7 lugares de vereadores da câmara. Para a AM, que vai ser presidida por Maria Jaqueline Rocha, garantiu 11 deputados municipais. O PAICV elegeu 5 e a UCID 1.

São Miguel

São Miguel deu o pontapé de saída nas cerimónias de empossamento em Santiago. Anotando os muitos desafios actuais, causados pela pandemia da covid-19, que se enfrentam neste novo mandato, Herménio Fernandes garantiu que todo o trabalho da sua equipa estará centrado em “garantir o desenvolvimento sustentável do município e não deixar ninguém para trás”. Entre os projectos previstos, o edil destacou a implementação da escola do mar em São Miguel. A cerimónia de investidura foi presenciada pelo ministro de Estado, dos Assuntos Parlamentares e da Presidência do Conselho de Ministros e Ministro do Desporto, Fernando Elísio Freire.

Nas eleições de 25 de Outubro, o MpD reiterou a aposta em Fernandes para a CM e Leucádia Furtado para a Assembleia, e conquistou todos os 7 mandatos da Câmara e 12 assentos, em 17, na Assembleia.

13/11

São Domingos

As tomadas de posse continuaram na sexta-feira com Isaías Varela a assumir o leme em São Domingos. O presidente eleito com o apoio do PAICV reiterou a promessa de colocar o concelho na senda do desenvolvimento e trazer as pessoas para a centralidade das acções e opções políticas.

Neste concelho, que muda assim de cor, o PAICV conquistou todos os lugares da Câmara, e 10 dos 17 assentos da Assembleia que agora terá como presidente Felismina Moreno.

A ministra das Infra-estruturas, Habitação e Ordenamento do Território, Eunice Silva, testemunhou a investidura, em representação do governo.

São Salvador do Mundo

Foco nos interesses dos munícipes, foi o que prometeu o presidente reeleito da Câmara Municipal de São Salvador do Mundo. No seu discurso, Ângelo Vaz (MpD) diz que após a aposta nas infra-estruturas e criação de condições de competitividade, este novo mandato será voltado para as pessoas e suas condições de vida, nomeadamente a nível da habitação.

O governo marcou presença na cerimónia, representado pelo ministro dos Negócios Estrangeiros e Comunidades e ministro da Defesa, Luís Filipe Tavares.

Nas eleições de Outubro passado, o MpD conseguiu todos os 5 mandatos da CM, e 7 dos 12 lugares da Assembleia, que será presidida por Elsa Rodrigues.

16/11

São Lourenço dos Órgãos

Depois de um interregno durante o fim de semana, esta segunda-feira foi retomada a agenda das investiduras. Em São Lourenço dos Orgãos, Carlos Vasconcelos (MpD) repetiu a vitória nestas autárquicas e foi, juntamente com os restantes eleitos do município, empossado numa cerimónia em que pediu confiança e união para trabalhar as “melhores e mais viáveis soluções”. Desenvolvimento do concelho e bem-estar da população foram as palavras de ordem, num discurso onde o presidente reeleito vincou vários projectos, em diversas áreas para o SLO.

Na cerimónia o governo fez-se representar pelo Ministro da Adminsitração interna, Paulo Rocha. Em SLO o MpD conquistou todos os 5 mandatos para a vereação e elegeu 7 (em 12) deputados na Assembleia Nacional, incluindo o presidente reeleito deste órgão deliberativo, Emanuel Borges.

Tarrafal

Seriedade e Transparência. Estes foram alguns princípios pelos quais o mandato de José dos Reis (PAICV) se deverá reger, segundo promessa do novo presidente eleito no Tarrafal. Também empossado na segunda-feira (16), o novel autarca apelidou de imperiosa a mudança que as recentes eleições trouxeram à CM, com a derrota, após 28 anos, do MpD.

A 25 de Outubro, a candidatura do PAICV, encabeçada por José dos Reis e Adilson Costa para Assembleia Municipal, elegeu os 6 vereadores da CM e 9 dos 17 eleitos municipais. A cerimónia de empossamento contou com a presença de ministro da Agricultura e Ambiente, Gilberto Silva.

17/11

Santa Cruz

Ontem, dia 17, decorreu a cerimónia de tomada de posse dos eleitos em Santa Cruz. Carlos Silva (PAICV) foi reconduzido no cargo de Presidente da Câmara e a sua lista conquistou todos os 7 mandatos da CM. O PAICV também tem larga maioria na Assembleia Municipal onde conquistou 12 mandatos contra 5 do MpD. A Assembleia será presidida por Gilson Cardoso.

Brava

Também na Brava, já ocorreu a tomada de posse dos eleitos Francisco Tavares (MpD), para a Câmara e Fernanda Burgo para a Assembleia. O MpD conquistou os 5 mandatos da CM e 7 dos 13 da lugares na AM. 

__________________________________________________

Próximas tomadas de posse

18/11

Mosteiros | Ribeira Brava

19/11

Santa Catarina (Santiago) | Tarrafal (São Nicolau)

Ribeira Grande (Santiago) | São Filipe

Santa Catarina (Fogo)

20/11

Praia | Sal | Boa Vista

Texto originalmente publicado na edição impressa do Expresso das Ilhas nº 990 de 18 de Novembro de 2020. 

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,18 nov 2020 17:12

Editado porSara Almeida  em  20 nov 2020 14:13

pub.
pub.
pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.