Tarrafal quer ser pólo turístico pensando num desenvolvimento harmonioso da ilha - autarca

PorExpresso das Ilhas, Inforpress,1 jul 2022 14:50

O presidente da Câmara Municipal do Tarrafal disse hoje que o município que dirige almeja ser um pólo turístico, mas pensando num desenvolvimento harmonioso dos municípios da ilha de Santiago e da região Santiago Norte.

José dos Reis falava na sessão de abertura das Jornadas Técnicas – Seminário “Tarrafal – pólo turístico”, que decorre de hoje a sábado e tem como palco o Mercado Municipal de Artesanato e Cultura, cuja cerimónia foi presidida pelo ministro do Turismo e dos Transportes, Carlos Santos.

“Fazemos votos que estas jornadas técnicas venham a ser produtivas e venham a identificar os pilares necessários para a edificação do tal pólo turístico que tanto almejamos para o Tarrafal, na certeza, porém, que investir no pólo turístico do Tarrafal é, sem duvida, um investimento na ilha de Santiago e um investimento em Cabo Verde”, declarou o autarca.

“Falar do sector turístico hoje temos de ter uma visão muito holística e pensar o desenvolvimento do sector turístico numa perspectiva de integração dos municípios da região e da ilha de Santiago”, defendeu José dos Reis.

Para que tal aconteça, o autarca tarrafalense defendeu que o investimento a ser feito no município do Tarrafal tem de impulsionar o turismo na ilha de Santiago, acrescentando que só assim a edificação do tal pólo turístico vai ter o impacto almejado.

“Nós, desde muito cedo, entendemos que o sector do turismo é sem dúvida o sector estratégico para o desenvolvimento desde município, mas temos de apostar fortemente na qualificação das ofertas turísticas e destinos turísticos”, notou o chefe do executivo camarário.

Para que isso aconteça e para o sucesso da edificação do pólo turístico do Tarrafal, José dos Reis pediu conjugação de esforços de todos, mormente dos operadores económicos e turísticos, empresários locais, Governo e demais parceiros que vêm investindo nesse município do interior de Santiago.

“A nossa ambição é ter o turismo como um sector estratégico para o desenvolvimento do município, mas pensando no desenvolvimento harmonioso da região Santiago Norte e da ilha de Santiago”, vaticinou José dos Reis.

Por sua vez, o ministro do Turismo dos Transportes notou que este município, não obstante ter os mesmos produtos turísticos que os demais municípios, tem as condições para ser um dos aceleradores do turismo na ilha de Santiago.

Daí que, segundo ele, ao examinarem o pólo turístico do Tarrafal estão também a fazê-lo para a ilha de Santiago.

“Pólo turístico é um espaço para a prática do turismo com recursos e potencialidades turísticas singulares que se traduzem na existência de vantagens comparativas para o acolhimento de visitantes que queiram usufruir dos mesmos para lazer ou negócios. Igualmente tais espaços têm a função catalisadora de desenvolvimento de localidades vizinhas e actividades económicas e o Tarrafal faz jus a essas atribuições e condições”, explicou o ministro.

Durante a sua intervenção mencionou o “Programa Operacional do Turismo” (POT) 2022-2026, virado para a retoma de um turismo diversificado e diferenciado em todas as ilhas, orçado em 200 milhões de euros.

O evento promovido pelo Ministério do Turismo e Transportes, através do Gabinete de Desenvolvimento do Turismo (GDT), em parceria com a Câmara Municipal do Tarrafal, visa elencar as forças e fraquezas do concelho do Tarrafal enquanto destino turístico e espaço de acolhimento de turistas.

O mesmo tem ainda como objectivo analisar os principais investimentos e articulações institucionais a serem feitos para a transformação das potencialidades existentes em condições mínimas para o seu desenvolvimento harmónico enquanto “destino turístico de excelência”.

De entre os temas a serem abordados destacam-se infra-estruturação, requalificação, acessibilidades, segurança e transportes, ensino e formação de qualidade sustentabilidade, potencialidades turísticas e produtos turísticos, investimento privado, fomento empresarial e empreendedorismo.

O acto de encerramento será presidido pelo primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Inforpress,1 jul 2022 14:50

Editado porAndre Amaral  em  20 mar 2023 23:26

pub.

pub.

pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.