Cardeal quer desenvolvimento equilibrado e com menos assimetrias

PorInforpress,27 jan 2018 15:49

VI Encontro do Conselho Permanente dos Bispos da África Ocidental
VI Encontro do Conselho Permanente dos Bispos da África Ocidental

Dom Arlindo Furtado apelou ao Governo e à sociedade civil “a fazer mais” para combater o desemprego e aumentar a qualidade das relações humanas

O Cardeal cabo-verdiano fez estas declarações durante a abertura do VI Encontro do Conselho Permanente dos Bispos da África Ocidental, que decorre desde este sábado até terça-feira, no Seminário São José, na Praia.

Para Dom Arlindo Furtado, este encontro irá ajudar o Governo e a população cabo-verdiana a conhecer melhor, tanto as estruturas políticas e económicas como as autoridades eclesiásticas da sub-região.

Neste encontro, os representantes dos países da CEDEAO (Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental) vão debruçar-se sobre assuntos relacionados com a igreja, mas também vão debater temas sociais.

Para o cardeal, a igreja não pode limitar-se apenas à sacristia e ao anúncio da palavra de Deus, no seu sentido estrito, mas deve também procurar libertar a pessoa humana integral, apesar de reconhecer que são os políticos a ter maior responsabilidade na questão do desenvolvimento social, económico, educação, profissional.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Inforpress,27 jan 2018 15:49

Editado porJorge Montezinho  em  27 jan 2018 15:49

pub.
pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.