Projecto Rehdes traz delegações de São Tomé e Príncipe e da Espanha à ilha do Fogo

PorInforpress, Expresso das Ilhas,9 mai 2022 10:20

As delegações santomense, do Distrito de Água Grande, e espanhola, do Consorci de la Ribera, efectuam a partir de hoje uma visita de estudo à ilha do Fogo, enquadrado no projecto Reforço holístico para o desenvolvimento sustentável (Rehdes).

A visita de estudo, que se realiza nas ilhas do Fogo e de Santiago, decorre até a próxima sexta-feira sendo que aspectos ligados ao sistema local de recolha e tratamento de resíduos, práticas ligadas à economia circular, experiências no domínio do planeamento do saneamento, organização da sociedade civil e experiências participativas, sobretudo no sector do saneamento serão analisados.

Segundo a programação, logo após a sua chegada, as duas delegações efectuam uma visita à Agência de Desenvolvimento Regional Fogo/Brava (AGR), onde o director da agência, João Domingos Barbosa, fará uma breve apresentação do plano operacional de gestão de resíduos do Fogo e do projecto de aterro intermunicipal, estando igualmente agendada uma visita às obras do aterro intermunicipal da ilha, localizado nas proximidades de Monte Genebra para servir os três municípios.

Uma visita ao presidente da câmara de Santa Catarina do Fogo, escalada ao vulcão do Fogo, visita ao Parque Natural do Fogo com exposição sobre a vivência no interior do parque, visita às instalações da empresa Fogo Coffee Spírit e ao Museu do Café do Fogo, constam das várias actividades previstas.

Na ilha de santiago, as delegações têm agendado visitas ao sistema de recolha e tratamento de resíduos da câmara municipal da Praia e à empresa Ecovisão para partilha de experiências na elaboração de planos de gestão de resíduos com a delegação de São Tomé e Príncipe, assim como uma visita ao aterro sanitário de Santiago, localizado no município de São Domingos.

Ainda da programação consta uma deslocação à sede da Plataforma das ONG para inteirar-se da organização da sociedade civil e experiências participativas em Cabo Verde, assim como uma reunião da equipa de coordenação Rehdes.

Cofinanciado pela União Europeia, para uma intervenção na área do saneamento, no Distrito de Água Grande, São Tomé e Príncipe, o projecto tem como parceiro principal o consórcio de La Ribera (Espanha) e colaboração do município de Mosteiros (Cabo Verde).

O projecto começou a trabalhar para a criação de um sistema de gestão de resíduos no distrito da ilha de São Tomé e Príncipe, que inclui a capital, com o objectivo de melhorar as políticas ambientais, evitar a degradação e os problemas sanitários gerados pelos aterros não controlados.

Igualmente aposta no combate à pobreza, através de empregos verdes, com a criação de quatro pequenas estações de compostagem comunitária e duas de reciclagem para que a população possa ver os resultados do esforço colectivo na recolha selectiva e no apoio à criação de empresas que promovam a utilização dos recursos e, desta forma, a economia circular.

O consórcio de La Ribera é o coordenador do projecto Rehdes, que será implementado até meados de 2023 e no qual participam como sócios a Câmara do Distrito de Água Grande (beneficiária) e a Câmara Municipal de Mosteiros, que contribuirá com a sua experiência neste domínio para ajudar as autoridades locais a enfrentar o desafio.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Tópicos

Fogo

Autoria:Inforpress, Expresso das Ilhas,9 mai 2022 10:20

Editado porAndre Amaral  em  9 mai 2022 16:53

pub.
pub.
pub.

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.