Primeira Região Militar celebra dia da unidade para “perpetuar na memória colectiva” o respeito e o reconhecimento – comandante

PorExpresso das Ilhas, Inforpress,17 jun 2022 16:25

​O comandante da 1ª Região Militar considerou hoje que celebrar o Dia da Unidade Manuel Monteiro, no comando que dirige em São Vicente, é uma “forma obrigatória” de perpetuar na memória colectiva o respeito e o reconhecimento.

O comandante da 1ª Região Militar considerou hoje que celebrar o Dia da Unidade Manuel Monteiro, no comando que dirige em São Vicente, é uma “forma obrigatória” de perpetuar na memória colectiva o respeito e o reconhecimento.

O capitão de navio Alberto Teixeira referia-se àqueles, como o patrono da 1ª Região Militar, Manuel Monteiro, que contribuíram, de “forma abnegada”, com o sacrifício da própria vida para a edificação da Pátria cabo-verdiana “livre e soberana”.

Daí, continuou, a data de 17 de Junho constituir “símbolo e referência obrigatória”, que deve ser preservada e cultivada em respeito pelas “glórias do passado” da luta do povo e aos “feitos heróicos” de combatentes da liberdade da Pátria e herói nacional, como Manuel Monteiro.

Alberto Teixeira aproveitou a ocasião para exortar a todos no Comando a unirem esforços e enfrentarem o futuro com “confiança renovada”, aliada à “competência, determinação e brio militar”, características, vincou, dos servidores do Comando da 1ª. Região Militar.

“Mantenham a crença na instituição militar, não se desestimulem por pequenos percalços conjunturais (…) usem isso como estímulo para melhorar a si próprios e corrigir algumas discrepâncias que atrapalham a eficiência da logística”, exortou o comandante, capitão de navio Alberto Teixeira.

Para além de um programa que incluiu diversas actividades militares e desportivas, o Comando da 1ª Região Militar inaugurou hoje um busto do patrono à entrada do edifício, onde foi depositada uma coroa de flores em homenagem a Manuel Monteiro.

Ainda na presença de convidados e altas patentes militares, foi prestada homenagem ao sargento-chefe José Maria Marta Fortes, que foi a enterrar na quinta-feira, 16, vítima de doença prolongada, a quem foi dedicado um minuto de silêncio.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Inforpress,17 jun 2022 16:25

Editado porA Redacção  em  17 jun 2022 16:25

pub.
pub.
pub.

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.