Promover o desenvolvimento pacífico e construir um mundo melhor

A iniciativa da China e a sua contribuição para a paz e o desenvolvimento mundial

A China sempre aderiu ao conceito de desenvolvimento pacífico e vem trabalhando juntamente com outros países para construir uma comunidade com um futuro compartilhado para a humanidade. No decorrer da última década, em resposta às crises globais e desafios severos, o Presidente Xi Jinping apresentou uma série de iniciativas, especialmente novos conceitos como a Iniciativa de Cinturão e Rota, a Iniciativa de Desenvolvimento Global e a Iniciativa de Segurança Global, em busca da paz, cooperação e desenvolvimento para a comunidade internacional sob novas circunstâncias, fornecendo sabedoria chinesa, soluções chinesas, e dando assim as suas contribuições.

A Iniciativa de Cinturão e Rota foi proposta pelo Presidente Xi Jinping em 2013. O conteúdo principal da iniciativa é a "coordenação de políticas, conectividade de infraestruturas, livre circulação do comércio, integração financeira e entendimento entre os povos", aderindo ao princípio orientador de uma "ampla consulta, contribuição conjunta e benefícios compartilhados", com o objetivo de criar uma série de projetos de cooperação internacional para promover a economia, o desenvolvimento social, tecnológico e cultural através da construção de infraestruturas, desenvolvimento de parcerias cooperativas com os países ao longo da Rota e responder conjuntamente às dificuldades de desenvolvimento, continuar a melhorar a vida das pessoas e construir uma comunidade com um futuro compartilhado com confiança política mútua, integração económica e troca interpessoais. A prática mostrou que esta iniciativa de desenvolvimento cooperativo já atraiu quase 150 países com 32 organizações internacionais participantes, tornando-se uma enorme plataforma de cooperação para todos os países alcançarem o desenvolvimento e a prosperidade mútua. É também uma prática vívida de construir conjuntamente uma comunidade com um futuro compartilhado para a humanidade, que ajudará a promover a construção de um novo modelo de relações internacionais com respeito mútuo, equidade e justiça, uma cooperação vencedora para todos.

A Iniciativa de Desenvolvimento Global foi proposta pelo Presidente Xi Jinping durante a Assembleia Geral da ONU em setembro de 2021. Tem como objetivo construir uma comunidade de desenvolvimento global, defendendo o conceito de desenvolvimento como prioridade e a filosofia de desenvolvimento centrada nas pessoas e instiga a comunidade internacional a aumentar o investimento na cooperação para o desenvolvimento e acelerar a implementação da Agenda 2030 das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável.

Em junho do corrente ano, o presidente Xi Jinping presidiu ao Diálogo de Alto Nível sobre Desenvolvimento Global, onde divulgou uma lista com resultados abrangendo oito áreas em foco e 32 medidas, sendo estas a redução da pobreza, a segurança alimentar, as medidas anti-pandémicas e vacinas, o financiamento para o desenvolvimento, as mudanças climáticas e o desenvolvimento ecológico, a industrialização, a economia digital, e a conectividade na era digital. A iniciativa é apoiada por mais de 100 países e organizações internacionais e mais de 60 países aderiram ao "Grupo de Amigos da Iniciativa de Desenvolvimento Global".

Em 20 de setembro, o Conselheiro de Estado e Ministro dos Negócios Estrangeiros Wang Yi presidiu uma conferência ministerial do "Grupo de Amigos da Iniciativa de Desenvolvimento Global" em Nova York, propondo a disposição da China em fortalecer o alinhamento estratégico com as agências de desenvolvimento das Nações Unidas e trabalhar conjuntamente com os países do "Grupo de Amigos" para tomar medidas em sete áreas como a emissão da primeira lista com os 50 projetos e promover ativamente a implementação da Iniciativa e a implementação da lista de resultados.

Em abril de 2022, o Presidente Xi Jinping apresentou a Iniciativa de Segurança global pela primeira vez na Conferência Anual do Fórum Boao para a Ásia, na qual respondeu claramente à questão da época "que tipo de conceito de segurança o mundo precisa e como os países podem alcançar uma segurança conjunta". A Iniciativa defende a construção de uma arquitetura de segurança equilibrada, eficaz e sustentável, abordando desafios de segurança complexos e interligados com uma mentalidade em que todos saem a ganhar e adaptando-se ao cenário internacional profundamente ajustado com um espírito de solidariedade, fornecendo uma nova direção para eliminar a raiz dos problemas de conflitos internacionais e alcançar a paz e a estabilidade mundial a longo prazo, dando novas ideias para melhorar cada vez mais a governança da segurança global, na qual foi amplamente endossada e apoiada pela comunidade internacional.

A postos em um novo ponto de partida histórico, a China manterá sempre erguida a bandeira da paz, do desenvolvimento, da cooperação, do benefício para todos e está disposta a juntar as mãos com países de todo o mundo, incluindo Cabo Verde, para promover o desenvolvimento de elevada qualidade da Iniciativa do Cinturão e Rota, a fim de acelerar a implementação da Agenda 2030, trazer maiores contribuições para o desenvolvimento mútuo de todos os países e a segurança universal, tornando o mundo em que vivemos mais pacífico, seguro, próspero e belo.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Tópicos

China

Autoria:Xu Jie, Embaixador da China em Cabo Verde,19 out 2022 13:13

Editado porExpresso das Ilhas  em  20 out 2022 12:21

pub.

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.