De mãos dadas a lidar com a pandemia para acolher um futuro brilhante

Desde o surto da covid-19, o governo chinês sempre insistiu na política de pessoas e vidas em primeiro lugar, coordenando efetivamente a prevenção e o controlo da pandemia com o desenvolvimento socio-económico e ajustando científica e dinamicamente a estratégia de prevenção e controlo da pandemia com base nas suas próprias condições nacionais, o que culmina em proteger ao máximo a vida e a saúde de mais de 1,4 bilhão de cidadãos chineses, reduzindo o impacto da pandemia no desenvolvimento socio-económico e alcançando realizações brilhantes com remarque mundial.

Além do mais, a China forneceu mais de 2,2 bilhões de doses de vacinas para mais de 120 países e organizações internacionais, fazendo importantes contribuições para a luta global contra a pandemia, especialmente a prevenção e o controlo da pandemia em um estágio crítico nos países em desenvolvimento.

Há bem poucos dias, tendo em conta a mutação do vírus , o desenvolvimento da situação epidémica e as necessidades de trabalho de prevenção e controle, com base em avaliações abrangentes, pesquisas e julgamento científico, o governo chinês tomou a iniciativa de otimização e ajustes correspondentes à políticas de prevenção e controlo da pandemia. A partir de dia 8 de Janeiro de 2023, de acordo com a lei, a infecção pelo coronavírus passou de "uma doença infecciosa de Classe B, mas sujeita às medidas preventivas e de controle para uma doença infecciosa de Classe A" a "uma doença infecciosa de Classe B sujeita às medidas preventivas e de controle de Classe B" ,bem como a implementação de novos regulamentos concernente ao intercâmbio de pessoas, cancelando assim o teste de PCR para todos os viajantes após a entrada na China. Ao passo que, aqueles que testarem positivo após a entrada não precisarão mais ficar em quarentena. Sendo estes os sinais de que a China passou para uma nova etapa de prevenção e controle da pandemia, em que o foco do trabalho mudou de "prevenção de infecções" para "proteção da saúde e prevenção de casos graves". Estas medidas de otimização e ajustes que receberam ampla atenção, acolhimento e apoio da comunidade internacional, tornam o intercâmbio de pessoas mais conveniente e fácil, e certamente continuará a promover intercâmbios e cooperações entre a China e países estrangeiros em diversos campos e consequentemente a recuperação da economia mundial.

A otimização e o ajuste da política de prevenção da pandemia na China é realizada após o pior período da pandemia ter passado, com melhores condições e bases sólidas, em que o país está completamente preparado para tal. Nos últimos três anos, quando a pandemia ainda era mais grave e o vírus mais perigoso, a China mobilizou todos os recursos, a todo custo, evitando com sucesso a transmissão em larga escala de cepas patogênicas relativamente fortes, como a cepa original e a variante delta, reduzindo amplamente o número de mortes e de casos graves, para além de ganhos preciosos a nível do tempo para a preparação de recursos como vacinas, pesquisa e desenvolvimento de medicamentos,o que atualmente é de se notar que a mutação do vírus enfraqueceu e os danos diminuíram onde a maioria das infecções são assintomáticas e de casos leves. Enquanto isso a China tem construído uma barreira imunológica muito sólida, a taxa de vacinação completa da população excedeu 90%, o sistema de saúde e controle de doenças da China resistiram ao teste de combate à pandemia por três anos culminando em um forte sistema de saúde pública, uma rica experiência em prevenção e controle de pandemia com capacidades acumuladas de prevenção e tratamento significativamente melhoradas. A China também adoptou várias medidas para aumentar a capacidade de produção farmacêutica e promover ativamente a cooperação médica e farmacêutica a nível internacional. Atualmente, o desenvolvimento da situação pandêmica na China está de uma forma geral previsível e sob controle, com total capacidade e confiança para eventualmente derrotar a pandemia.

Nos últimos três anos de luta contra a pandemia, a China e Cabo Verde adoptaram medidas ativas e eficazes de acordo com suas respectivas situações. Da mesma forma,os dois países se entenderam e se apoiaram mutuamente, permanecendo juntos nos bons e maus momentos se ajudando durante a luta contra a pandemia, tendo escrito um capítulo glorioso na luta solidária contra este mal. As novas medidas da China para prevenção e controle da pandemia facilitarão ainda mais os intercâmbios entre pessoas e promoverão intercâmbios e cooperação com países de todo o mundo, incluindo Cabo Verde. A China está disposto a continuar a trabalhar com Cabo Verde para lidar em conjunto com os desafios trazidos pela pandemia e contribuir para a promoção da recuperação e desenvolvimento da economia global. E esperamos que, no futuro próximo,os intercâmbios de pessoas entre a China e Cabo Verde sejam mais intensificados, as cooperações prágmaticas em todas as áreas consigam resultados frutíferos, e que as relações bilaterais de amizade e cooperação sejam elevados a um patamar mais alto!

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Xu Jie, Embaixador da China em Cabo Verde,20 jan 2023 10:52

Editado porExpresso das Ilhas  em  21 jan 2023 15:02

pub.
pub.

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.