Recomendação para ouvir: Lucibela – a voz que embala a música, num tradicional Cabo Verde que (en) canta

PorPaulo Lobo Linhares,4 mar 2018 15:36

Disco a tocar e imediatamente uma voz, que de forma calma, porém poderosa, arrebata-nos por completo.

Na verdade, é difícil traduzir por palavas este estado de calma que nos deleita e ao mesmo tempo se impõe por uma certa força-disfarçada. Uma calma e uma força que, de forma muito natural, misturaram-se e tudo acaba por desabrochar num tipo de “beleza limpa”.

Por mais que tentemos descrever, é difícil…a voz da Lucibela pertence inteiramente ao mundo dos sentidos.

Neste primeiro disco (apesar de alguns anos de palco e estrada que já tinha, e que serviram para preparar a cantora para o momento da gravação do disco) Lucibela dá-nos motivos para acreditar que será um dos próximos nomes cimeiros da nossa música e da famosa, e cada vez mais crescente, “World Music Route”.

Passando para o repertório, este destaca-se logo (…e lá vou eu de novo inevitavelmente à capacidade que a voz da Lucibela tem em se estender, atingindo assim estados de perfeito conforto, tanto nos ritmos do Sotavento como nos do Barlavento, estando disponível para qualquer que seja a exigência musical – uma voz ampla e que se abre quase que num leque musical que nos refresca com notas musicais) pelos compositores escolhidos.

A selecção foi desde os clássicos, como Manuel d’Novas até aos nomes maiores de uma “nova” geração que trouxe ainda mais beleza e criatividade à música de Cabo Verde. Falo de Nhelas Spencer, Betú, e o enorme Mário Lúcio que emprestam a este álbum originalidade e especificidade (diferente em cada um deles). Ainda, e não menos importante, Dany Mariano (um pequeno senão para este tema: pareceu-me que poderia ter havido condições para ir mais longe a arriscar mais. A riqueza deste tema aliada à capacidade da Lucibela permitia mais riscos) e Jorge Humberto (“Novo olhar”, do sempre-novo Jorge Humberto. O compositor magnífico que – às vezes que é escolhido pelos músicos não é directamente proporcional à enorme categoria do que faz). Élida, na sua faceta de compositora, empresta o sotaque puro de Santiago e Jorge Tavares Silva numa linda letra, reparte com Betú a emergente (?) “morna do Maio”!

Todo este quadro leva uma derradeira pincelada musical com dois temas tradicionais que já povoam a memória de algumas gerações: “Chica di Nha Maninha”, “Stapora do Diabo”,

Lucibela canta a tradição e a sua terra-mãe – Cabo Verde. Ao ouvir este disco temos a sensação de estar perante alguém que está presa por raízes bem robustas à terra e à música tradicional. A partir daí também vai sorrindo, aqui e ali, “atrevidamente” com os pormenores jocosos das estórias quase burlescas e humoradas típicas da nossa sociedade. Vai tirando pequenos pedaços das “maçãs” da árvore… é ver a

“Profilaxia” prescrita por Nhelas Spencer, para além dos já referidos clássicos “Stapora do Diabo” e “Nha Chica di Nha Maninha”.
Assim, imaginamos e ligamo-nos facilmente a fotografia da cantora, na capa do disco: o sorriso “atrevido” da Lucibela na fotografia da parte detrás do disco, e a cara calma e de entrega quando canta o resto das composições…as tais tradicionais que a ligam-na à terra …Na verdade o tal laço umbilical”!

Ainda fazendo referencia à presença em palco da cantora, aquando do AME, deu para ver alguém perfeitamente à vontade, sobretudo com uma presença muito comunicativa e de empatia fácil com o público.

Muito provavelmente “Laço Umbilical” vai correr palcos nacionais e internacionais, e Lucibela, com certeza…voará, conquistando quem a ouvir com a sua voz que embala a música e juntas, de forma fluida, e sem rigorosamente nenhum esforço, provocam – encanto.
Lucibela e a sua equipa escolheram muito bem o tradicional para arrancar, mas fica aqui a vontade de ver esta magnífica voz também em arranjos mais arrojados!

…“Nos e piknin d’korason grand |sen nada ma ka ímportá | rikeza é nos tradison”.

Texto originalmente publicado na edição impressa do Expresso das Ilhas nº 848 de 28 de Fevereiro de 2018


Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Tópicos

lucibela

Autoria:Paulo Lobo Linhares,4 mar 2018 15:36

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  5 mar 2018 6:54

pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.