Recomendação para ouvir: Chet Baker, o sonho ao dispor da música

PorPaulo Lobo Linhares,27 mai 2018 14:55

​No dia 13 deste mês, do ano de 1988 desaparecia o trompetista Chet Baker.

A história do Jazz foi feita de inúmeros trompetistas. Uns que dominavam a vertente técnica, praticamente perfeitos executantes onde o improviso é obviamente presente …alguns quase perfeitos, e outros que traduziam a sua musicalidade (e também a parte técnica…) por alma, em ambientes musicais mais emotivos, onde a improvisação torna-se menos “dura” e mais sensível.

Porém, outros há que acrescentam algo mais, muito difícil de traduzir por palavras…porém tão fácil de se sentir, vivenciar e sonhar.

Baker foi um dos trompetistas com esta capacidade, apesar de provavelmente ter tido uma primeira parte da carreira mas ligada ao “virtuosismo”.

Para alguns, criou um formato de melodia/sonoridade própri0, que o caracterizava, e o tornava quase único.

Para outros, a sua mais bela característica foi a de misturar as sonoridades mais “cool” que chegavam a sair do Jazz para outras paragens como a Bossa Nova, não como formato musical mas sim como essência ou a tal alma de que tanto falamos.

As notas em Baker são marcadas e quase que atiradas para a frente deixando assim que elas bailem e construam ambientes sonoros quase que oníricos. Poupava notas em prol do tom…do arrastar do som.

Assim como usava o Trompete, também o fazia com a voz. Doce, arrastada e invulgar.

Conheceu o sucesso com a entrada para a formação dos gigantes de então - Charlie Parker e depois com Gerry Mulligan.

Feita de menos sonhos, foi o final da sua vida, envolvido no mundo das drogas.

Contudo, deixou-nos obras de arte musicais como os álbuns: “Chet”, “Jazzland”ou “Chet Baker Sings”.

Ou de 1962 o álbum “Somewhere Over The Rainbow” com os magistrais temas “Over the Rainbow , “These Foolish Things” ou “Well,You Needn’t” do grande Thelonious Monk. Aliás, o repertório do álbum é uma selecção apreciável de compositores, ficando este título para proposta de audição.

Texto originalmente publicado na edição impressa do Expresso das Ilhas nº 860de 23 de Maio de 2018.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Paulo Lobo Linhares,27 mai 2018 14:55

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  27 mai 2018 14:55

pub.
pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.