Música marcará a campanha Menos Álcool, Mais Vida

PorDulcina Mendes,25 ago 2018 14:31

​A campanha Menos Álcool, Mais Vida será marcada nos próximos tempos com o single, feito pelo multifacetado artista Bruno Amarante mais conhecido por Djam Neguin, embaixador nacional dessa iniciativa.

A música foi lançada esta segunda-feira, 20, na cidade da Praia, com o seu respectivo videoclip, com forte apelo a não consumo abusivo do álcool.

Djam foi nomeado em Fevereiro deste ano, embaixador nacional da campanha Menos Álcool, Mais Vida, com objectivo de enaltecer esta iniciativa para inspiração de outros jovens e activistas.

Além da música, o artista pretende realizar palestras, mesas redondas, actividades recreativas, que passará por espaços como associações comunitárias, escolas, universidades e bairros.

Djam Neguin explicou que esta música é uma forma mais rápida de chegar nas pessoas.“É início de uma temporada de acções que no fundo consiste em lançamento do single e videoclip com isso, haverá uma espécie de tour pelos bairros da cidade da Praia, depois do lançamento vão começar as acções nos bairros”.

A letra e a composição da música são da sua autoria e também, tive apoio de dois jovens músicos que trabalharam nos arranjos. “Quisemos com essa música trazer a mensagem da questão da consciência, sobretudo dos jovens que hoje em dia associam o estar bem ao álcool”.

Com o lançamento desse single, o embaixador nacional da campanha, já programou à visita a 21 bairros da cidade da Praia, para conhecer a realidade das pessoas.

“A ideia mesmo é de ir aos bairros e promover pequenas acções. Vamos envolver as associações comunitárias para ver até que ponto eles podem continuar com essas iniciativas”, indica.

Outra preocupação, conforme nos conta é ouvir a comunidade e saber das suas preocupações, motivos e levar essas preocupações para o gabinete da campanha da Presidência de Republica, seus parceiros e grupos de trabalho, para serem analisados.

As acções do embaixador vão passar pelas aldeias SOS, onde pretende falar com as crianças, mas fazer uma abordagem pedagógica sobre os maleficio do uso abusivo do álcool.

Em relação aos festivais onde o uso do álcool é muito elevado, Djam Neguin avança que é possível fazer algo não para erradicar mas para controlar a venda de bebidas alcoólicas.

Desafios

Para o embaixador nacional da campanha Menos Álcool, Mais Vida, o principal desafio vai ser conseguir que a campanha não seja vista como inimiga das pessoas.

“Outro desafio, será perceber como é que o Governo vai resolver a questão do álcool porque, será importante levantar as questões, é algo delicado porque implica a economia do país. Acho que é importante levantar o debate para as pessoas falarem, porque há muitas vidas que se podem salvar”, acrescenta.

Em 2018 completam-se dois anos do início da Campanha de Prevenção do Uso Abusivo de Álcool, dirigida pelo Presidente da República de Cabo Verde, em articulação com os Ministérios da Saúde e Segurança Social, da Educação e da Família e Inclusão Social, a Organização Mundial da Saúde e diversas organizações estatais e da sociedade civil.

O lançamento desse single, que aconteceu na Presidência da Republica, contou com a presença do coordenador da campanha, Manuel Faustino, que considera que a ideia do primeiro embaixador da campanha é simbólica.

“Estamos satisfeitos com o rumo que as coisas estão a tomar. O Djam Neguin é o primeiro embaixador dessa campanha, ele tem estado a promover essa acção e o lançamento do single, para nós, é um modelo que seguramente outros embaixadores irão seguir”, indica.

Manuel Faustino agradeceu o embaixador nacional da campanha, pela sua disponibilidade e criatividade na criação da música sobre essa iniciativa, “esperemos que nos próximos anos continue cada vez mais intenso”.

Perspectivas

Com essas acções Djam Neguin chegar a maior número de pessoas, seja através da música, videoclip ou da campanha em si.

O artista mostra-se optimista em relação as acções que pretende desenvolver durante o seu mandato. “Isso de fazer single, cantar, dar rosto para a campanha como embaixador não é suficiente, as pessoas têm que estar no local para sentir, ver e perceber como é que as coisas funcionam”.

Texto originalmente publicado na edição impressa do Expresso das Ilhas nº 873 de 22 de Agosto de 2018.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Dulcina Mendes,25 ago 2018 14:31

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  26 ago 2018 9:07

pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.