Museus de Cabo Verde com aumento de visitantes em 2019

PorExpresso das Ilhas,3 fev 2020 22:57

Museu da Resistência, Ex-Campo de Concentração do Tarrafal de Santiago
Museu da Resistência, Ex-Campo de Concentração do Tarrafal de Santiago

Os Museus em Cabo Verde registaram um aumento de visitantes em relação ao ano anterior, passando de 22 mil em 2018 para 32 mil em 2019. Entre os visitantes destacam-se os turistas estrangeiros e estudantes.

Segundo um documento divulgado pelo Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas, o Museu com maior afluência de visitas continua a ser o Museu da Resistência, Ex-Campo de Concentração do Tarrafal de Santiago, com um total de 11.812 visitas. 

O segundo mais visitado é o Museu Etnográfico (Praia), com um total de 6.413.

Em terceiro lugar deste ranking está o Museu do Mar (São Vicente), que contabiliza um total de 3.169 vistantes. 

O quarto mais visitado foi o Museu Norberto Tavares (Santa Catarina de Santiago), com 2.717 visitantes.

Segue-se o Museu de Arqueologia (Praia), com um total de 1.816. Já o Museu da Tabanca (Santa Catarina de Santiago), teve um registo de 1.386 visitantes, o Museu do Sal (ilha do Sal), 1118 visitantes, enquanto o Núcleo Museológico de Cesária Évora (São Vicente), registou 833 visitantes.

O público predominante continuam a ser os turistas estrangeiros com um total de 20.070 visitantes e os estudantes nacionais, em particular do ensino básico e secundário, com 5.344 visitantes.

Os estrangeiros que mais visitaram os museus são idosos, provenientes do turismo do cruzeiro, cujos operadores se vêm conscientizando para a importância e necessidade de proporcionar aos excursionistas um contacto com a história e cultura dos pontos de escala, no caso particular de Cabo Verde, que tem registado um aumento exponencial da procura nesse segmento.

Em relação aos estudantes, as visitas enquadram-se no âmbito dos planos curriculares das escolas, através do qual se procura consolidar o processo de ensino e aprendizagem, suportado nos recursos histórico-culturais e patrimoniais enquanto componente prática desse processo. Essas visitas ocorrem de forma aleatória durante todo o ano lectivo.

Conforme a mesma fonte, este aumento representa os impactos das medidas implementadas pelo instituto, no quadro do Projecto Museus de Cabo Verde.

Neste sentido para este ano (2020), para além das acções com vista à ampliação e modernização dos conteúdos e à melhoria da acessibilidade, o Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas, através do IPC (Direcção dos Museus) avisa que está a trabalhar no reforço dos mecanismos de comunicação e promoção dos museus visando o aumento do número de visitantes.  

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,3 fev 2020 22:57

Editado porSara Almeida  em  29 out 2020 23:20

pub.
pub.
pub
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.