​Tudo a postos para a VI Gala do Desporto Cabo-verdiano

PorFretson Rocha, Rádio Morabeza,6 nov 2018 16:18

Está tudo a postos para a realização, este sábado, da VI Gala do Desporto Cabo-verdiano, que este ano tem como palco o município do Porto Novo, Santo Antão. Quem o garante é o director-geral dos desportos.

Anildo Santos, que falava na tarde desta terça-feira à Rádio Morabeza, vê o evento como uma forma de estimular a prática desportiva.

“Já está tudo a postos, há uma equipa pluridisciplinar a trabalhar há muito tempo. Nesta fase posso dizer que estamos só a limar algumas arestas para no próximo sábado materializar aquela gala, que esperamos que seja um marco para o desporto nacional e para o país. Quando estamos a reconhecer ou a homenagear os agentes desportivos é a forma máxima de estimular quem anda a labutar no desporto”, diz.

O evento tem como objectivo promover a prática do desporto, homenagear e incentivar atletas, equipas e destacar os agentes desportivos com desempenho de excepcional valor no país e na diáspora. A gala conta com 14 categorias, com três nomeados cada. A novidade deste ano é a divisão da categoria “Atleta” em residente e da diáspora.

“Não só atletas. Também será um momento de homenagear, prestigiar e reconhecer treinadores, equipas, árbitros. Também temos o prémio carreira para agentes desportivos que ao longo dos anos têm dado algum contributo. Mas claro, estão lá os atletas, e este ano na categoria “Atletas” resolvemos dividir em atleta residente feminino e masculino e da diáspora masculino e feminino”, explica.

A VI Gala do Desporto Cabo-verdiano acontece sob o lema “Promover o desporto, engrandecer Cabo Verde”. As duas últimas edições aconteceram em Tarrafal de Santiago e em São Filipe, na ilha do Fogo.

Lista dos nomeados:

Jovem promessa: Carlos Zandonai Morais (Atletismo), Cíntia Dias (Boxe), Kleiton Mendonça (Futebol).

Atleta Feminino Residente: Adriana Almeida (Atletismo), Amilice Soares (Karaté), Maria Correia (Basquetebol).

Atleta Feminino da Diáspora: Carla Mendes (Atletismo), Evy Pereira (Futebol), Maria Andrade (Taekwondo).

Atleta Masculino Residente: Aventino Santos (Andebol), Marílson Semedo (COPAC), Fidel Mendonça (Basquetebol).

Atleta Masculino da Diáspora: Ruben Sanca (Atletismo), Jorge Djaniny (Futebol), Ivan Almeida (Basquetebol).

Atletas Fair Play: Gelson Rocha (Boxe); Declanisangelo Gonçalves (COPAC), Luxa Estrela (Futebol).

Equipa do Ano: Académica da Praia (Futebol), Melchez de São Vicente (Xadrez), Bairro (Basquetebol).

Treinador do Ano: Pascoal Dias (Atletismo), António Teixeira (Andebol), Lito Aguiar (Futebol).

Dirigente do Ano: Alfredo Lima (Atletismo), Manuela Martins (COPAC), Ambrósio Furtado (Escola de Futebol Esperança).

Arbitro do Ano: Marcos Camala (Atletismo), Irene Silva (Andebol), Fabrício Duarte (Futebol).

Instituição Parceira: CV Telecom, COC, Confeções Alves Monteiro.
Personalidade do Ano: Selecção de Andebol Sub-18, Selecção de Atletismo dos Jogos da CPLP, Filomena Fortes.

Jornalista Desportivo: Marcos Fonseca (RCV), Benvindo Neves (TCV), Victor Hugo Fortes “Vitocas” (Green Sports).

Órgãos de Comunicação Social: RCV, Green Sports, Inforpress.

Personalidade do Ano: Filomena Fortes, presidente do Comité Olímpico de cabo Verde, Selecção de Andebol Su-18, Selecção de Atletismo dos Jogos da CPLP.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Fretson Rocha, Rádio Morabeza,6 nov 2018 16:18

Editado porAndre Amaral  em  16 nov 2018 6:19

pub.
pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.