Desporto no feminino no Pós-Covid

PorLeonardo Cunha,1 mai 2020 11:17

1

A suspensão do desporto resultou em uma perda significativa de receita para muitas organizações. Organizações como a União Internacional de Ciclismo (UCI), World Athletics (IAAF), International Tennis Federation (ITF) e World Sailing (WSF) estão a lutar financeiramente no seio das suas modalidades.

O impacto da pandemia no desporto já está a ser amplamente discutido. Contudo é necessária uma ampla discussão sectorial sobre o desporto no feminino. Esta discussão foi apoiada pela Aliança Desportiva Feminina (WSA). A organização que foi criada na pré-pandemia para apoiar as atletas de elite está agora a ajudar os atletas a passar pela atual crise. O elemento nuclear do desporto são os atletas e é para eles que deve ser virada a nossa atenção. 

Uma dessas questões é o impacto financeiro da pandemia nas mulheres no desporto. Até as jogadoras de futebol, que praticam um dos desportos mais populares e lucrativos do mundo, correm o risco de perder seu sustento. 

A FIFPro, organização representativa mundial de cerca de 65.000 jogadores profissionais de futebol, alertou recentemente que a atual paralisação económica ameaça o crescimento do futebol feminino profissional numa indústria forte e viável. Num artigo, intitulado "Covid-19: Implicações para o futebol profissional das mulheres", afirmam que "a fragilidade do ecossistema do futebol feminino é exposta pela situação atual”.

Num conjunto de recomendações, a FIFPro solicitou medidas financeiras especiais para as jogadoras e um compromisso contínuo com investimentos pré-pandêmicos. Até certo ponto, isso aconteceu. A FIFA prometeu não cortar o prometido investimento de US $ 1 bilhão (101.544.000.000$00 CVE) no futebol feminino entre 2019 e 2022. Contudo, no clube colombiano Independiente Santa Fé, as jogadoras reagiram com indignação após a suspensão de seus contratos profissionais, enquanto os homens receberam pagamento parcial. 

Juntamente com as preocupações financeiras da pandemia, há também preocupações sobre o reagendamento do calendário desportivo. A Aliança dos Ciclistas (TCA) é uma organização que representa ciclistas profissionais no Tour Feminino Mundial da UCI, recentemente criticaram a UCI por priorizar o calendário de corridas de homens. Isto aconteceu depois do anúncio das novas datas para o Tour de France. Esta pressão foi bem-sucedida no final, com a UCI a anunciar que agora avaliaria os efeitos da pandemia no ciclismo feminino igualmente. 

A atual suspensão do desporto também ameaça anular o impulso obtido pelo sucesso dos eventos recentes das mulheres. Contudo, no tênis, a pandemia produziu uma colaboração sem precedentes entre a Associação de Profissionais de Tênis e a Associação de Tênis Feminino. A ATP foi formada em 1972, seguido pelo WTA um ano depois. Com as duas organizações trabalhando juntas bem durante a crise, Roger Federer, 20 vezes vencedor do Grand Slam, sugeriu no Twitter que as duas se fundissem. Haveria muitos obstáculos a serem superados antes que tal fusão pudesse acontecer, mas esse conjunto de recursos poderia ser extremamente positivo para o tênis feminino, especialmente na campanha por prêmios iguais em dinheiro. 

Em algumas situações, a pandemia criou oportunidades para o desporto feminino que não estavam disponíveis anteriormente. Nos últimos anos, muito trabalho e investimento foram investidos na promoção do desporto feminino, com resultados tangíveis. Agora existe uma ameaça real de que tudo isso possa ser desfeito. Existe neste momento uma necessidade de fazer com que este retrocesso passe a ser uma janela de oportunidade (como é o caso do Tenis Mundial). Tudo é uma questão de prioridades e intensificar caminhos que estavam anteriormente a ter sucesso.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Leonardo Cunha,1 mai 2020 11:17

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  28 mai 2020 11:19

1

pub.
pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.