​Estado investe 5.500 contos para receber regata Globe 40 e colocar Cabo verde “no mapa de grandes eventos”

PorFretson Rocha, Rádio Morabeza,4 jul 2022 14:16

O Estado de Cabo Verde investiu cerca de 5.500 contos para receber a primeira etapa da regata Globe 40, com o objectivo de colocar Cabo Verde “no mapa dos grandes eventos mundiais”. O valor foi divulgado hoje, em entrevista à Rádio Morabeza, pelo PCA da Enapor, Irineu Camacho.

O responsável, que falava à Morabeza à margem da conferência de imprensa para divulgação das actividades promovidas pela Globe 40 no Mindelo, durante 15 dias, refere que o montante investido foi partilhado entre o Ministério do Mar e Enapor.

“Este investimento é importante, porque coloca Cabo Verde no mapa do mundo. Este evento vem ajudar no desenvolvimento do nosso mercado e acreditamos que podemos ter aqui uma boa regata, de 5 a 17 de Julho”, avança.

Participam na competição representantes da Holanda, Canadá, Estados Unidos, Japão, França e Marrocos, totalizando 18 navegadores de oito países. Domingo, o veleiro Milai 101, foi o primeiro a chegar à baía do Porto Grande, recebido pelo ministro do Mar e pela organização. Os restantes cinco chegam nas próximas horas.

Durante a conferência de imprensa, o ministro do Mar, Abraão Vicente, destacou o facto de a iniciativa contribuir para catapultar Cabo Verde no panorama internacional.

“Em semanas, ninguém fica indiferente a Cabo Verde. Ninguém fica sem ser tocado pela nossa cultura, mas também pela nossa economia, pela possibilidade de haver investimentos, pela possibilidade de voltarem de férias e transmitirem os conhecimentos e a experiência de estarem em Cabo Verde. É a apreciação dos outros que transforma Cabo Verde num grande destino”, aponta.

ManFed RamsPacher, presidente da Serius Events, explica que um dos pontos que diferencia a Globe 40 é que mistura corrida e aventura, mostrando ao mundo os países em que param.

“Em cada país não queremos só parar e falar da corrida. Vamos fazer vídeos promocionais de 26 minutos, que vão ter uma parte da corrida, mas principalmente falar sobre a cultura e trabalho que Cabo Verde está a fazer em termos de conservação dos oceanos, protecção ambiental”, afirma.

Mindelo acolhe até o dia 17, o primeiro Stop Over Regata Globe 40, competição de volta ao mundo que combina performance desportiva, aventura, promoção e sensibilização para a protecção dos mares.

Depois de São Vicente, a regata percorrerá ainda as Ilhas Maurícias – Auckland (Nova Zelândia), Taiti (Polinésia Francesa), Ushuaia (Argentina), Recife (Brasil), Granada (Espanha) e por fim Lorient (França).

A prova deverá terminar em Março do próximo ano.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Fretson Rocha, Rádio Morabeza,4 jul 2022 14:16

Editado porAndre Amaral  em  6 jul 2022 12:04

pub.
pub.

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.