​David Chow quer investir nos ramos da banca, protecção ambiental e agricultura no arquipélago

PorExpresso das Ilhas, Inforpress,17 fev 2018 9:17

O magnata chinês, David Chow, investidor do Complexo Turístico do Ilhéu de Santa Maria, manifestou ontem interesse em apostar em outros investimentos em Cabo Verde, como o ramo bancário, a protecção do ambiente e agricultura.

Durante a cerimónia do lançamento oficial da primeira pedra das obras para o Hotel Praia da Gamboa e a ponte de ligação ao Ilhéu de Santa Maria, avaliado em 250 milhões de euros, David Chow disse que a estabilidade política do país foi fundamental na sua opção em investir no território cabo-verdiano e promete ainda investir muito mais neste país da África Ocidental.

Conforme revelou o magnata, tem projectos concretos e está determinado em investir e muito no solo cabo-verdiano, em áreas diversas, que terão impacto directo na economia cabo-verdiana e, sobretudo, na criação de empregos.

Em relação à obra em curso, esclareceu que as construções tiveram um atraso porque tiveram de ser submetidas a alguns ajustamentos, ressalvando, que, entretanto, vai acelerar o projecto para cumprir o prazo previamente estabelecido desta infraestrutura, já que a equipa de trabalho vai ser reforçada com técnicos especializados provenientes de Macau.

Sublinha que este complexo turístico por si só vai criar “muitos postos de trabalho e facilitar empregos a jovens cabo-verdianos”, mediante o apoio dos governos de Cabo Verde e da China, e promete dotar o país de infraestrutura de qualidade, capaz de projectar Cabo Verde no mundo dos negócios.

Na cerimónia desta sexta-feira, o Governo esteve representado pelo vice-primeiro-ministro e ministro das Finanças, Olavo Correia.

“Este projecto é estruturante para a ilha, para a cidade da Praia e para o nosso país. O Senhor David Show está a dar um bom exemplo e está a contribuir para que possamos crescer. O Governo está a trabalhar para que os investidores se sintam em casa no nosso país e que tenham sucessos nos seus negócios. Porque, o sucesso dos negócios daqueles que escolhem Cabo Verde para investir, é igualmente o sucesso do nosso país”, escreve Olavo Correia na sua página do facebook.

O vereador da Câmara Municipal da Praia, Rafael Fernandes, representou a edilidade da capital, tendo destacado o facto de a obra em apreço coincidir com o ano da celebração dos 150 anos da elevação da Praia de Santa Maria à categoria da Cidade.

Fernandes reafirmou o firme compromisso da autarquia praiense em adaptar e aprofundar políticas e mudanças qualitativas para uma “Praia Sonhadora e de Esperança” para um futuro cada vez melhor, tendo considerado que este grande investimento em curso vai ao encontro das pretensões de se fazer da capital o maior centro urbano do país e de primeiro nível.

Rafael Fernandes fez questão de ressaltar que este “grande projecto” terá impacto “importantíssimo” em matéria de produção, criação de emprego, aumento de rendimento da economia, de forma a colocar Cabo Verde no mapa mundial com benefícios para o País e particularmente, para a Cidade da Praia.

Projectado para ocupar uma área de aproximadamente 163 mil metros quadrados, o Complexo Turístico do Ilhéu de Santa Maria terá um resort, um centro internacional de convenções, um centro cultural, incluindo um museu da escravatura, uma boutique-hotel, além de espaços verdes.

O resort será ainda dotado de uma marina com clube náutico e capacidade para entre 20 a 30 embarcações.

A expectativa é que o Complexo Turístico Ilhéu de Santa Maria venha a gerar 2100 postos de trabalho directos e receber diariamente 12 mil pessoas nos sectores do comércio, lazer, desporto e cultura.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Inforpress,17 fev 2018 9:17

Editado porFretson Rocha  em  17 fev 2018 9:17

pub.
pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.