​José Gonçalves anuncia fim da Cabo Verde Fast Ferry

A Cabo Verde Fast Ferry, empresa que estabelece a ligação marítima entre as ilhas, vai ser extinta, anunciou o Governo.

O anúncio foi feito pelo ministro do Turismo, Transportes e Economia Marítima, José Gonçalves, numa entrevista concedida, no último fim-de-semana, à RDP África. Questionado sobre o fim da CVFF, após o concurso internacional, José Gonçalves foi categórico na resposta.

“Provavelmente, eu diria, uma resposta muito frontal, sim (…) Com as dividas acumuladas, não tem sustentabilidade para se configurar no figurino da concessão única”, disse o governante aos microfones da rádio pública portuguesa.

A Cabo Verde Fast Ferry (CVFF), detentora dos navios Liberdadi, Praia d’Aguada e Kriola, tem passado por uma situação financeira complicada. Em Maio de 2017, o Expresso das Ilhas noticiava que o Instituo Nacional da Previdência Social (INPS) – um dos credores obrigacionistas da CVFF – não recebia os juros da empresa desde 2012. As notícias da pouca saúde financeira são, contudo, mais antigas. Em Julho de 2014, também foi notícia o facto de a empresa ter apresentado um prejuízo de 127 mil contos em 2013, de acordo com as contas publicadas pela Bolsa de Valores. Este prejuízo veio juntar-se aos prejuízos dos anos anteriores, perfazendo, ao fim de três anos completos de actividade, um prejuízo acumulado de 425 mil contos.

A propósito da participação dos armadores nacionais na futura concessão única do transporte marítimo inter-ilhas, Gonçalves repetiu que estes terão o seu espaço, desde que cumpram as regras de segurança impostas pelo novo quadro regulatório.

“Os actuais operadores que estão no mercado hoje podem encontrar outras soluções, até soluções criativas, desde que as suas embarcações respondam à nova regulação do sector”, disse.

“Haverá um período de transição, em que permite a adaptação. Ou fazem um upgrade ou então ficam para, para… enfim, se não estão em condições de operar, dentro da regulação, essas são as regras do jogo (sic)”, acrescentou.

O Ministro do Turismo esteve em Lisboa, no passado fim-de-semana, para representar o governo na Bolsa de Turismo de Lisboa. 

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Rádio Morabeza,7 mar 2018 13:20

Editado porFretson Rocha  em  22 set 2018 3:22

pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.