​Falta de aviões na Cabo Verde Airlines afectou mais de 16 mil passageiros

PorFretson Rocha, Rádio Morabeza,24 jul 2018 17:01

Boeing 757 da Cabo Verde Airlines
Boeing 757 da Cabo Verde Airlines

A falta de aviões na Cabo Verde Airlines levou, nas últimas semanas, ao cancelamento de 123 voos e afectou 16.079 passageiros nos vários mercados em que a companhia opera.

A informação foi avançada hoje pela empresa, em comunicado, recordando que “um atraso considerável na chegada dos aviões para repor a sua frota forçou a companhia a cancelar muitos dos seus voos”, tendo a companhia aérea nacional assumido “total responsabilidade no cumprimento do plano de protecção aos passageiros”.

A Cabo Verde Airlines adianta, por outro lado, que a operação está a ser retomada de forma gradual, passando a cumprir os voos programados para Lisboa, Paris, Milão e Brasil. Neste sentido, a companhia informa que está a operar com os seus dois aviões, tendo iniciado desde de 17 de Julho com o B767, cobrindo os voos para Lisboa e Milão e a partir de 22 de Julho começou a cobrir Paris, Lisboa e Brasil com o B757-200.

Em relação aos voos em conexão para o Brasil, a empresa informa que os mesmos foram retomados, tendo, na segunda-feira, 23, feito Sal-Recife/Salvador-Sal. Para hoje a rota é Salvador-Fortaleza-Sal.

Para quarta-feira, estão programadas as ligações Sal-Recife-Sal, quinta-feira, Sal-Fortaleza-Sal, sexta-feira, Sal-Recif-Salvador-Sal, sábado, Sal-Recife-Sal, domingo, Sal-Fortaleza-Sal.

Sobre os voos para os Estados Unidos da América, a empresa garante que vão ser cumpridos pontualmente com wet lease, “mas brevemente serão feitos pelo nosso próprio avião”.

“Esperamos retomar a operação total nas próximas semanas e voltar a dinamizar o Hub do Sal em todo o seu potencial, tornando Cabo Verde o ponto de ligação entre os quatro continentes”, espera.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Fretson Rocha, Rádio Morabeza,24 jul 2018 17:01

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  25 jul 2018 17:14

pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.