Comerciantes de Sucupira vão ter bonificação de juros para retomarem as suas actividades

PorSheilla Ribeiro,30 set 2020 16:37

A Câmara Municipal da Praia (CMP) e o governo, através da Pró Empresa, vão assegurar as condições para os comerciantes de Sucupira retomarem as suas actividades. Uma das medidas é a bonificação de juros, até 6 meses, do crédito a ser obtido junto aos bancos.

Em conferência de imprensa, o presidente da Pró Empresa, Pedro Barros, assegurou que o governo está a criar todas as condições, juntamente com a CMP, para que as pessoas retomem as suas actividades se não de igual forma, até melhor do que antes.

Isto, explicou, vai ser feito sobretudo através de acesso a crédito para poderem fazer compras e relançar o negócio.

Neste sentido, a CMP, através do Serviço Público de Abastecimento Município Praia (SEPAMP), fez um levantamento de cerca de 200 operadores e dos seus prejuízos. Em seguida, a Pró Empresa atendeu “dezenas de pessoas”, para aconselhamento e orientação de como fazerem uma avaliação do montante monetário de precisam, para retomarem o negócio.

“O dinheiro, o crédito para ser obtido junto do banco, nomeadamente Caixa Económica, ou junto de instituições de microcrédito, no montante de que precisam e com prazo que vai ser negociado depois em função de cada negócio, e em função do valor total. Como nos primeiros tempos, o negócio pode funcionar com alguma lentidão. Durante os primeiros 6 meses vão ter bonificação do juros, de modo que os operadores não se devem preocupar muito, neste momento, com o custo do dinheiro, mas sim mais com outras condições, para discutir com o banco e com as instituições de micro crédito porque tudo o resto conseguimos negociar com as instituições por forma a que retomem [a actividade] com a maior tranquilidade possível”, garantiu.

Um outro objectivo, conforme Pedro Barros, é formalizar os negócios informais, no balcão de atendimento no SEPAMP.

“Formalizar significa criar empresa em nome individual, conjunto. O que é certo é que ao invés de trabalharem em nome individual, passam a trabalhar como empresa o que é sempre vantajoso, quer para a segurança social, quer para a CMP, e todos ganham quando temos processos organizados e uma estrutura de negócio formalizada. Ou seja, quem for no ponto de atendimento, não será apenas aconselhado e orientado, mas também poderá ali constituir empresa”, proferiu.

Na ocasião, a presidente interina da CMP, Maria Aleluia Andrade, lembrou que entre as medidas de apoio aos comerciantes de Sucupira, a edilidade isentou o pagamento de renda até Dezembro. A limpeza, disse, também já foi feita.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Sheilla Ribeiro,30 set 2020 16:37

Editado porSara Almeida  em  1 out 2020 11:41

pub.
pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.