Furto de electricidade é equivalente a 3,5% do OE2022

PorExpresso das Ilhas,3 jan 2023 14:44

1

Luís Teixeira, PCA da Electra, anunciou hoje que as perdas não técnicas da empresa, onde se incluem o furto e fraude energética, são equivalentes a 3,5% do Orçamento do Estado do ano passado.

Luís Teixeira, à margem da assinatura de um protocolo com várias empresas privadas de comunicação social, anunciou que 112 giga Watts/hora da energia produzida em Cabo Verde são dados como perdidos todos os anos, o que representa 25% da perda nacional.

“Santiago comparticipa aqui com 36% e no Sal ronda os 8%, número da Europa e Estados Unidos, mas esses 36% não se admitem, se fomos retirar cerca de 10% que é estimada em termos de perdas técnicas, significa que mais de 26% em Santiago tem a ver com o furto e fraude de energia”, apontou o PCA da Electra, que disse que essas perdas somadas são mais do que a produção total das ilhas de Santo Antão, São Vicente e São Nicolau e especificando que as perdas se traduzem em prejuízos anuais de 2,8 milhões de contos, cerca de 3,5% do Orçamento do Estado programado pelo governo para o ano passado.

É esta situação que está na base da criação e assinatura de um protocolo entre a Electra e vários órgãos de comunicação social privados.

Luís Teixeira explicou que o objectivo do acordo assinado hoje é que a Electra produza algumas iniciativas e acções e órgãos privados irão também realizar conteúdos focados no combate ao furto e fraude de energia e eficiência energética. Segundo Luís Teixeira, com este protocolo a Electra vai investir “mais de cinco mil contos” nos próximos seis meses, mas esse montante poderá aumentar, dependendo dos resultados concretos.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,3 jan 2023 14:44

Editado porAndre Amaral  em  4 jan 2023 11:45

1

pub.

pub.

pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.