Destaques da edição 852

PorExpresso das Ilhas,27 mar 2018 23:34

Nesta edição, o Expresso das Ilhas dá destaque à entrevista com Dom Ildo Fortes, Bispo do Mindelo: “Vivemos numa sociedade do medo”.

Na semana da celebração da Páscoa e em véspera de cumprir sete anos à frente da Diocese de Mindelo, o Expresso das Ilhas conversou com D. Ildo Fortes, um homem atento ao mundo e à sociedade cabo-verdiana, cujas convulsões o preocupam, e que não esconde a sua admiração pelo Papa Francisco. Respondeu-nos sobre as mensagens e reflexões que a Páscoa traz aos cristãos mas também sobre temas actuais, como as reformas que a Igreja Católica poderá vir a encetar nos próximos tempos, as violências do quotidiano e até mesmo sobre o espaço [não] ocupado pelas mulheres na e da Igreja.

Também neste número, União de Facto na adolescência: Meninas-mulheres ou a “vida” antes do tempo. À margem do quadro legal, há um Cabo Verde onde muitas meninas com menos de 18 anos vivem já maritalmente. É um fenómeno com muitas caras, complexo, relativamente comum e aceite, que está geralmente associado à gravidez na adolescência, mas que a transcende. São dezenas de meninas-mulheres com o futuro condicionado por crescerem antes do tempo. Falha a família, o Estado, a sociedade. Em Cabo Verde não há casamento infantil, diz-se. Não há mesmo?

Kiki Lima: Consegui o que a maioria dos pintores não alcançou. Já foi considerado o maior pintor cabo-verdiano de sempre, epiteto que o artista plástico considera exagerado. Em todo o caso Kiki Lima admite que não conhece em Cabo Verde, nem em Portugal, salvo raras excepções, pintores que tenham tido uma produção tão grande e com receptividade quase a 100 por cento. Tenho cerca de um milhar de obras pintadas e praticamente todas vendidas. Portanto, seria um disparate da minha parte dizer que não é um sinal de sucesso”, assume. Nesta entrevista, além de vários outros tópicos, o artista tece considerações sobre as artes plásticasepassa em revista a sua carreira profissional que dura já há 32 anos

Ainda a Zona de livre comércio continental: Ampliar o mercado africano para os países africanos. 44 Estados-membros da União Africana (UA) assinaram, na passada quarta-feira, o acordo que vai lançar o Tratado de criação da Zona de Livre Comércio Continental (ZLEC, na sigla francesa). 11 ainda não rubricaram, entre eles as duas maiores economias do continente: Nigéria e África do Sul. A ZLEC é um projecto emblemático da Agenda 2063, e vai além dos acordos comerciais tradicionais que apenas reduzem as tarifas. “Qualquer zona de comércio livre surge numa perspectiva de ampliação de mercado”, diz ao Expresso das Ilhas Alexandre Monteiro, Ministro da Indústria, Comércio e Energia, e que representou o governo de Cabo Verde na cimeira de Kigali, onde o acordo foi assinado.

Parlamento: UCID denuncia degradação das condições laborais. “Qualquer dia os despedimentos passam a ser livres e sem direito a qualquer indemnização. Ou seja, os sucessivos governos que o país já teve, bem como o actual, do mesmo modo que facilitam o despedimento e inviabilizam a reintegração, reduzem a indemnização devida por despedimento e substituição da reintegração, encorajando os empregadores a terem posições arbitrárias para com os trabalhadores”, acusou o deputado João Santos Luís.

Concorrência de Viber, WhatsApp, Skype e Messenger provoca queda nas receitas das operadoras nacionais. “As receitas dos tradicionais serviços de voz e de SMS estão a cair a pique. Mesmo o roaming é altamente afectado”, diz José Luís Livramento, Presidente do Conselho de Administração da CV Telecom. Já o Director-geral da UNITEL T+, Inoweze Ferreira, revela que cerca de 25% das receitas da operadora estão a ir para as OTT.

No interior, a opinião de Eurídice Monteiro, Fake father; de Oliver Araújo, Legalidade e administração; de Airton Ramos, Crónicas de Mindelo ou Mindelo em crónicas?; e de Manuel Brito-Semedo, Matilde, Valsa de despedida.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,27 mar 2018 23:34

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  28 mar 2018 13:46

pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.