Edição 854 – 11 de Abril

PorExpresso das Ilhas,11 abr 2018 0:00

Nesta edição, o Expresso das Ilhas dá destaque à entrevista com Paulo Veiga: O mar pode dar muito mais. Primeiro no Parlamento, depois em São Vicente, a economia marítima foi o tema em destaque nas últimas semanas.

Para perceber a visão do governo para o sector, o Expresso das Ilhas entrevistou o Secretário de Estado Adjunto para a Economia Marítima. Paulo Veiga fala do que estava feito e do que estava por fazer, das mudanças recentes e do futuro da chamada economia azul.

Também neste número, o Dia Mundial da Doença de Parkinson: A vida em marcha lenta. É uma das doenças neuro-degenerativa mais comuns a nível mundial e afecta, pelo menos, 1% da população acima dos 65 anos. Compromete os movimento e traz progressivas limitações à vida quotidiana dos seus doentes. Contudo, esta doença tem também uma evolução relativamente lenta e o tratamento adequado permite controlar e minimizar os seus sintomas. Hoje, 11 de Abril, assinala-se o seu dia mundial. Falamos da doença de Parkinson, uma realidade cada vez mais presente na sociedade cabo-verdiana.

Ainda o Turismo em Santa Luzia: Conservar a natureza, tirar partido dos recursos. Não é uma descoberta recente. A oferta turística cabo-verdiana não se resume a sol, praia, resorts e all inclusive. Apesar de pequeno, o país tem uma grande diversidade paisagística, que se reflecte na possibilidade de agradar a diferentes públicos. Ao longo dos anos, as sucessivas tutelas têm realçado essas muitas possibilidades e, com maior ou menor competência, promovido o Cabo Verde plural. Nesta equação cabe um destino menos provável: Santa Luzia. Reserva natural, classificada desde 2003, formada, além da ilha principal, pelos ilhéus Branco e Raso, Santa Luzia tem potencial turístico por explorar. Pelo menos, é essa a convicção de quem conhece de perto cada recanto de um verdadeiro paraíso na terra.

Também a análise dos economistas aos números do emprego e do PIB. A diminuição da taxa de desemprego não significou um aumento do número de cabo-verdianos empregados. É esta a principal conclusão que se tira da análise feita aos números recentemente divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística. Sendo inegável a descida do desemprego, defende Avelino Bonifácio, não há igualmente como esconder que entre 2016 e 2017 quase seis mil empregos foram destruídos no país. Entretanto, o INE anunciou também que a economia nacional cresceu 4,7% no último trimestre de 2017 e que, a nível anual, o crescimento não chegará aos 4%. O crescimento médio de 7% ao ano prometido pelo governo, dizem os economistas contactados pelo Expresso das Ilhas, já não é mais que uma miragem.

PR no lançamento da campanha em Santo Antão: Lei sobre o álcool pode adquirir valor inestimável. Jorge Carlos Fonseca lançou, no Porto Novo, a campanha presidencial “Menos Álcool, Mais Vida”, acto que coincidiu com a celebração do Dia Mundial da Saúde naquele município. Na ocasião o Chefe de Estado realçou que a problemática do alcoolismo só pode ser enfrentada numa perspectiva global e multissetorial.

Na cultura, Praia Branca: Vem aí mais um “Sodade, Festival d´Morna”. O Homenageado deste ano é Armando Ramos Cabral, músico que tocou com Armando Zeferino Soares autor da famosa “Sodade”. Festival de São Nicolau decorre nos dias 13 e 14 de Abril.

No interior, a opinião de Eurídice Monteiro, Economia plural; de Manuel Brito-Semedo, Capitães-de-Mar-e-Terra; e de Benvindo dos Reis, Política industrial em Cabo Verde.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,11 abr 2018 0:00

Editado porDulcina Mendes  em  11 abr 2018 16:38

pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.