Destaques da edição 939

PorExpresso das Ilhas,27 nov 2019 0:00

Nesta edição, o Expresso das Ilhas destaca a conversa com Redy Lima: “Homens a matar homens é também violência de género”.

O sociólogo Redy Lima anda há anos a falar na violência e na hipermasculinidade, numa sociedade, a cabo-verdiana, onde, a todo o momento, o “verdadeiro homem” tem de provar a sua vi­rilidade, demarcando território, conquistando, possuindo e, não raras vezes, passando à agressão para demonstrar que é “matxu”. A sociedade cobra e os homens acabam “vítimas” dessas cons­truções que se reproduzem. Agora, defende, é necessária uma nova abordagem para o fenómeno.

Também neste número, a economia Marítima: Ministro quer Zona Económica Especial a sair do papel em 2020. Depois da finalização do quadro legal, próximo ano poderá ser de avanços concretos na ZEEEM.

Agente da PN morto de forma acidental: Demora na detenção do suspeito revela “fragilidade investigativa da Polícia”. Para o antigo director nacional da Polícia Nacional, João Santos, a morte de Hamilton Morais faz levantar duas questões. “Se foi ele o autor do disparo colocam-se duas questões essenciais de investigação: foi um tiro negligente ou foi intencional? Ele quis a morte do Hamilton ou ocorreu por imperícia por ter disparado e acertado no seu colega. Bom isso tudo a investigação tem de revelar para se saber se estamos perante um homicídio voluntário ou um homicídio simples”.

Conferência dos Ministros da Justiça da CPLP: Cooperação no Combate à Cibercriminalidade, Tráfico humano, Subtração de menores e outros crimes. Cabo Verde assume a partir de agora, e para os próximos dois anos, a presidência da Conferência de Ministros da Justiça da Comunidade de Países de língua Portuguesa. A passagem da liderança detida anteriormente pelo Brasil, a Cabo Verde, decorreu durante a XVI Conferência que teve lugar na ilha do Sal e, culminou com a assinatura, por sete dos estados-membros, da Declaração de Santa Maria.

PIB por ilhas: Sal cai, Boa Vista sobe, Santiago representa mais de metade. Santiago é a ilha com mais peso no PIB de Cabo Verde, segundo os dados de 2017 apresentadas pelo Instituto Nacional de Estatística – 52%. A segunda ilha que mais contribui para o Produto Interno Bruto, a grande distância, é São Vicente, com 15,5%, e a terceira é o Sal, com 12,6%. Mas o que estes números também revelam é a incapacidade que existe em unir o mercado, a ausência de planificação económica e as falhas em conseguir que todos os cabo-verdianos tenham os mesmos direitos.

Tempo de John propõe reencontro com a história da ‘fome de 47’. No ano em que se assinalam os 72 anos do encalhe do navio John Scmeltzer, em Santo Antão, Pitt Reitmaier e António Pedro Delgado juntaram-se e, a quatro mãos, escreveram o romance histórico Tempo de John – Encalhe do navio SS John Schmeltzer em Cabo Verde. Tempo do John ficciona a história da ‘fome de 47’ e o episódio envolvendo o navio a vapor, em Canjana.

No interior, a opinião de Eurídice Monteiro, O olho da rua; de Casimiro de Pina, As fraquesas do pragmatismo e a necessidade de uma formação humanística do “homo politicus”; e de César Monteiro, Na encruzilhada do património imaterial.

Ainda com a edição do Expresso das Ilhas, o primeiro volume da colecção: Morna - Música rainha de nôs terra, livro e CD esta quarta-feira nas bancas.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,27 nov 2019 0:00

Editado porDulcina Mendes  em  16 dez 2019 5:19

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.