Edição 1147

PorExpresso das Ilhas,22 nov 2023 0:02

Manchete, nesta edição do Expresso das Ilhas, para a entrevista com o PCA do NOSi

O governo quer transformar Cabo Verde numa Plataforma Digital em África e fazer da Economia Digital um dos maiores geradores de riqueza atingindo, em 2030, uma contribuição não abaixo de 25% para o PIB. O desenvolvimento da economia digital pressupõe enfrentar e vencer os desafios da infra-estruturação tecnológica, ou seja, da conectividade, da eficiência e autonomia energética, da capacitação, investigação e inovação tecnológica, da transformação digital das empresas, do mercado digital, tirar proveito do dividendo demográfico através de um forte investimento na população jovem. Para realizar esta ambição Cabo Verde deve, neste ciclo 2022-2026, posicionar-se como um forte provedor de produtos e serviços para o continente Africano, capitalizando as apostas já feitas no ecossistema tecnológico como a Governação Electrónica e o Parque Tecnológico. Uma economia transformada e digitalizada é uma economia preparada para enfrentar os desafios e ameaças globais e a digitalização da economia é um factor de competitividade global. A transformação/transição digital é o tema principal desta entrevista com o Presidente do Conselho de Administração do NOSi, Carlos Tavares Pina.

Nesta edição chamamos igualmente para a capa a questão dos transplantes de órgãos em Cabo Verde.

Em Cabo Verde mais de 250 pessoas enfrentam diariamente a dura realidade da hemodiálise, enquanto aguardam a oportunidade de um transplante renal, uma opção de tratamento que até então não há no país. Isso apesar da aprovação, em 2019, de uma proposta de lei de transplante de órgãos pelo Governo, um passo considerado “significativo na direcção certa”, embora ainda não tenha atravessado os corredores do parlamento, onde aliás, conforme já fez saber a Ministra da Saúde, Filomena Gonçalves, encontra-se em fase de socialização. Enquanto isso, aqueles que necessitam de uma segunda chance de vida continuam num apreensivo compasso de espera, mas esperançosos.

Na Cultura trazemos as reacções à morte de Sara Tavares.

“O país está de luto”, “Cabo Verde acaba de perder uma ilustre figura”, “A tua luz alumiar-nos-á o caminho”, são algumas das frases das figuras cabo-verdianas que lamentam a morte da cantora e compositora luso-cabo-verdiana, Sara Tavares, nas redes sociais. Em Portugal, país onde nasceu, Sara Tavares foi lembrada por muitos amigos, colegas e nos programas da televisão.

Na Política damos destaque ao debate, na especialidade, do Orçamento do Estado para 2024.

PAICV e UCID fazer alterações ao documento. Já o MpD diz que o executivo de Ulisses Correia e Silva está disponível para ouvir as propostas, mas pede coerência.

Falamos também sobre a greve dos professores que começa hoje e termina quinta-feira.

Os sindicatos garantem que a paralisação vai contar com a adesão de mais de 80% dos profissionais da classe docente. Depois de vários dias de negociações, sem acordo, o Sindicato Nacional dos Professores (SINDEP) exige respeito para com a classe e avança que os docentes irão partir para a paralisação total do ensino, caso as reivindicações não sejam atendidas.

Na opinião, destaque para o texto ‘Avaliação Externa das Instituições de Ensino Superior’ da autoria de Manuel Brito-Semedo.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,22 nov 2023 0:02

Editado porAndre Amaral  em  22 nov 2023 14:23

pub.

pub.

pub
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.