O 4G chegou, mas o seu reinado pode ser curto

PorAndre Amaral,18 set 2019 12:09

1

O 4G acabou de chegar mas, pelas declarações hoje feitas durante a cerimónia de entrega dos certificados aos operadores desta rede, pode ter uma vida curta em Cabo Verde. Tudo porque o 5G pode chegar a Cabo Verde já no próximo ano.

A Agência Reguladora Multisectorial para a Economia (ARME) entregou hoje à CV Telecom e à Unitel os certificados de operadores da rede 4G.

No final da cerimónia, Isaías Barreto, PCA da ARME, explicou que o “benefício principal do 4G tem a ver com a conectividade, com a largura de banda e com a velocidade. Estamos a falar de uma rede que, no ponto de vista teórico, pode ser até 500 vezes mais rápida que o 3G”.

“Esta grande mais valia, a grande largura de banda e a rapidez, vai permitir uma profunda transformação no contexto da conectividade em Cabo Verde para as empresas e cidadãos e para a vasta panóplia de serviços que poderão ser disponibilizados a partir de agora”, reforçou.

No entanto, apesar da chegada do 4G o destaque foi para a próxima evolução das redes de telecomunicações. O 5G pode chegar a Cabo Verde dentro de pouco tempo.

“O 5G é uma tecnologia nova e alguns países já lançaram experiências piloto de 5G e o que nós queremos fazer é uma experiência piloto já nos próximos meses. Nós somos uma entidade reguladora e fazemos esse trabalho em parceria com o governo e com os operadores de telecomunicações”, disse o PCA da ARME que confirmou que “há já um trabalho em curso com os operadores e com a Huawey no sentido de nos próximos meses avançarmos com isso”.

image

Para João Domingos Correia, CEO da CVTelecom, a chegada do 5G pode acontecer dentro dos próximos meses. “Houve uma provocação, no bom sentido da palavra, para assumirmos o desafio de avançar para o 5G, porque o 5G já é uma comunicação puramente com base na Internet e é isso que vai permitir desenvolver as smart cities, as cidades inteligentes, o que traz vantagens para toda a gente. O 5G, embora em Cabo Verde ainda seja preciso preparar algumas coisas em termos de urbanismo, em termos da telemedicina já estamos em condições de implementar. Vai haver 5G, seguramente, nos principais centros urbanos de Cabo Verde dentro de um ano ou um ano e meio, estou a referir-me particularmente aos centros urbanos da Praia, Mindelo, Santa Maria e Boa Vista. Mas Praia muito provavelmente dentro dos próximos tempos porque o Parque Tecnológico está a ser configurado para funcionar com base na tecnologia 5G”.

A chegada recente do 4G a Cabo Verde “já oferece uma experiência muito considerável”, diz por seu lado o Director Geral da Unitel, Inoweze Ferreira. No entanto, quando questionado sobre a possibilidade da chegada, em breve, do 5G o responsável da Unitel disse que “é importante, enquanto país e enquanto visão, estarmos na linha da frente e termos tudo o que é evolução tecnológica em Cabo Verde”.

“O 4G já vem tarde”, acrescentou Inoweze Ferreira, “os nossos consumidores anseiam por novos serviços e até mais velocidade. Nós somos da opinião que ainda existem inúmeros constrangimentos a nível do mercado e da concorrência e do acesso. Estamos com uma expectativa muito grande em que o governo e a reguladora consigam nivelar o mercado para que todos os operadores possam concorrer de forma efectiva e nós, como operador, temos as nossas responsabilidades, e queremos trazer mais serviços, mais inovação, mais experiência, mais flexibilidade e preços mais baixos”.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Andre Amaral,18 set 2019 12:09

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  19 set 2019 8:09

1

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.