Mais de 11 mil tweets em 33 meses

PorExpresso das Ilhas,5 nov 2019 8:14

Donald Trump assumiu a Presidência dos Estados Unidos a 20 de Janeiro de 2017. Desde então, em cerca de 33 meses, já publicou mais de 11 mil tweets, a maior parte dedicados a ataques pessoais e a vangloriar-se a si mesmo.

Os cálculos são do The New York Times, numa reportagem interactiva que pode ver aqui.

Através do Twitter, Trump insulta e elogia, e também dá directivas ao país e ao Mundo. A mesma ferramenta digital que o ajudou a ser eleito, tornou-se parte integrante do “próprio tecido da sua administração, remodelando a natureza da presidência e do poder presidencial”, aponta o jornal.

São várias as situações que mostram o papel do Twitter na vida política de Trump e a forma como o encara. Só para dar um exemplo, entre os vários que o NYT aponta, em Março, “Trump deixou de lado mais de 50 anos da política americana, tweetando o reconhecimento da soberania de Israel, nas Colinas de Golã”. E ficou abertamente deleitado com a reação que provocou.

Aliás, toda a sua postura perante o twitter e o seu imediatismo, mostra essa satisfação. O tweet é enviado e “em dois segundos temos uma ‘Notícia de última hora’”, congratulou-se o próprio presidente, citado na reportagem.

Numa primeira fase, os seus assessores principais tentaram retrair este hábito, tendo considerado até pedir à empresa que impusesse um atraso de 15 minutos nas mensagens de Trump, revela o jornal. Hoje, o hábito parece ter-se implementado na administração e vários funcionários do governo e legisladores dão, inclusive, sugestões para a escrita dos mesmos. 

Os números e os conteúdos


Mas então quantos tweets cabem numa presidência e de que tratam?

“No início da sua presidência, Trump tweetava cerca de nove vezes por dia”. Actualmente, os tweets diários do presidente são ... cerca de 27. Só na segunda semana de Outubro, foram 271, e no total, somam-se já, pelo menos, 11390 tweets. (Aliás, quando ler estas linhas, já serão mais, certamente...)

Em mais de metade destes tweets, Trump ataca algo ou alguém, e “a pessoa que ele mais frequentemente elogia é a si mesmo - mais de 2.000 vezes, segundo análise do NYT”.

A análise vai ao pormenor de elencar as horas de actividade do Presidente na rede social, e conclui que este está mais activo no início da manhã ou no final da noite, horários em que, provavelmente, não está com os seus conselheiros.

O NYT coloca também uma lista que permite perceber de forma clara os conteúdos dos tweets do presidente.

Em 11390 tweets analisados:

5889 - Trump ataca alguém ou algo

4876 - elogia alguém ou alguma coisa

2405 – ataca os Democratas

2065 - ataca investigações

2026 – auto-elogia-se

1710 – promove teorias da conspiração

1308 – ataca organizações noticiosas

851 - ataca grupos minoritários

758 - elogia ou promove a Fox News e outras media conservadores

570 – ataca imigrantes

453 – ataca anteriores Administrações presidenciais

417 - conduziu matérias presidenciais via Twitter

256 - ataca Hillary Clinton

233 – ataca Nações aliadas

183 - gaba-se sobre o tamanho da multidão e aplausos

132 – elogia ditadores

95 – refere-se a negócios pessoais/da sua empresa

40 - promove teorias de conspiração sobre fraude eleitoral

36 – chama “inimigo do povo” aos media

16 – refere-se a si mesmo como o presidente “favorito” de toda a gente

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,5 nov 2019 8:14

Editado porSara Almeida  em  5 nov 2019 16:34

pub.
pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.