Remdesivir, o novo medicamento contra a COVID-19

PorExpresso das Ilhas, Lusa,25 jun 2020 15:09

Fármaco está a ser recomendado pela Agência Europeia do Medicamento para tratar pacientes de COVID-19 que sejam considerados críticos e estejam a receber oxigénio. Recomendação, a primeira do género, no entanto, é condicional.

A Agência Europeia do Medicamento recomendou a aprovação condicional ao tratamento antiviral, o remdesivir, para uso em doentes de COVID-19.

O remdesivir é, assim, o primeiro tratamento para a COVID-19 a ter uma recomendação para autorização de comercialização no continente europeu.

A aprovação da EMA – que vem apenas semanas depois de uma rápida avaliação – significa que os médicos podem prescrever o fármaco na Europa uma vez aprovada pela Comissão Europeia.

A autorização de comercialização condicional permite que um fármaco seja vendido por um ano nos 27 países da União Europeia antes que todos os dados sobre a sua eficácia e efeitos secundários estejam disponíveis.

“O remdesivir é o primeiro medicamento contra a COVID-19 com recomendação para ser usado na União Europeia”, segundo um comunicado da EMA, salientando que os estudos feitos demonstram que os doentes que o receberam se restabeleceram quatro dias mais rapidamente do que os outros casos graves de COVID-19.

De referir igualmente que este fármaco já foi aprovado para situações de emergência em doentes com uma forma grave da doença nos Estados Unidos, Índia e Coreia do Sul. Também já foi aprovado no Japão. 

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Lusa,25 jun 2020 15:09

Editado porSara Almeida  em  25 jun 2020 15:10

pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.