Tiaras de pérolas- Mi ki Fazi

PorSheilla Ribeiro,16 abr 2021 11:44

A falta de tiaras de pérolas na cidade da Praia, fez Zidy Andrade comprar pérolas, bandoletes e cetim para transformar em algo sofisticado e actual. O sucesso dos produtos entre as amigas inspirou-a a criar a marca Mi Ki Fazi.

Os acessórios de cabelos sempre foram tendências para repaginar o visual, gastando pouco. Ultimamente, adornos como lenços, grampos com brilho e tiaras de pérola conquistaram ainda mais espaço nas produções do dia-a-dia.

“No início da pandemia, depois de ver na internet tiaras de pérola, interessei-me. Entretanto, ainda não tinha visto a venda aqui. Um dia, por acaso, vi alguém na Praia que vendia as tiaras na internet e resolvi comprar. Só que depois de ter a tiara vi que eu mesma poderia fazer”, começa a contar Zidy Andrade.

image

Assim, depois de confeccionar a primeira tiara, uma amiga pediu que lhe fizesse uma. Depois de a amiga usar, narra, começaram os pedidos que a fez decidir produzir e vender tiaras.

Entretanto, para ganhar notoriedade, Zidy começou a oferecer as tiaras a pessoas com muitos seguidores no Instagram para que dessem a conhecer a sua produção. Aliás, frisa, criou uma página naquela rede social onde as pessoas poderão fazer as suas encomendas.

Para Zidy Andrade, confeccionar tiaras foi uma distracção da monotonia do confinamento que se tornou uma forma de ganhar dinheiro.

Na produção, a jovem usa pérolas, linha de nylon, bandoletes lisas, agulha, tecidos e fitas de cetim. Infelizmente, não é possível encontrar todos os materiais necessários no país, e muitas vezes Zidy improvisa de modo a chegar o mais próximo possível daquilo que o cliente almeja.

“Fiz uma única tiara de pedaços de búzio que ofereci à Darlene Pantera. Actualmente estou a produzir algumas de búzio que ainda não foram divulgadas. Esse é o diferencial das minhas tiaras. Uso não só as pérolas, mas também tento usar coisas que ficam bem em nós, como por exemplo o cetim que é um "amigo" do cabelo crespo”, argumenta.

image

Zidy Andrade diz ainda que não tem uma inspiração específica e que produzir conforme as ideias que vão surgindo. Contudo, alguns modelos das suas tiaras levam nomes como “As Naturebas” e “Vaidosa de Mais”, uma vez que foram as primeiras influenciadoras a usarem o produto da linha.

“Por dia faço seis tiaras, dependendo da complexidade do produto, há algumas que levam bastante tempo para serem confeccionadas. Mas também depende da quantidade de pedidos por dia. As mais simples custam 500 escudos, ou 600. Já as mais complexas podem chegar aos 900 escudos”, revela.

image

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Sheilla Ribeiro,16 abr 2021 11:44

Editado porAndre Amaral  em  16 abr 2021 11:44

pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.