Cabo-verdiana nascida na Itália aposta em perfumes com cheiro das ilhas

PorSheilla Ribeiro,25 abr 2021 8:15

Nasceu na Itália, mas sempre teve presente na sua vida Cabo Verde e seus costumes. Aliás, desde criança passa férias no arquipélago, onde agora decidiu fixar residência na companhia do marido e dos dois filhos. Maria Giovanna Mendes apresenta a marca de perfume “Água de Cabo Verde”, produto inspirado nos aromas das ilhas e que espelha a ligação “muito forte” da sua criadora com o arquipélago.

Segundo conta Maria Giovanna ao Expresso das Ilhas, o lançamento das duas fragrâncias – a “Alma PARFUM INTENSE”, perfume que dá para ser usado por ambos os sexos, de aroma suave feito a partir de flores de Cabo Verde e a “Terra da África HOME FRAGRANCE”, destinado à aromatização do lar, está previsto para acontecer no próximo mês de Agosto. Mas, a partir de Maio, estarão prontos para iniciar a venda.

“O perfume já se encontra em Cabo Verde e pronto para ser vendido. Mas, neste momento estamos a estudar um lugar, uma loja que melhor combina connosco. Estamos a pensar numa loja muito conhecida para que possamos ser conhecidos por todos que se interessam em comprar nela”, acrescenta a mentora do projecto.

Maria Giovanna diz ainda que não tem intenção de abrir um espaço próprio, por enquanto, preferindo apostar em disponibilizar os produtos em lojas mais conhecidas. Entretanto, deixa em aberto a possibilidade de, no futuro, poder ter um espaço próprio da marca “Água de Cabo Verde”.

“Vou começar com apenas essas duas fragâncias porque quero dar a conhecer a alma das mesmas, mas tenho diferentes fragâncias com as quais quero fazer conhecer em Cabo Verde”, conta a criadora, dando ainda conta que cada Home Fragance vai custar entre 2.950 escudos. Já os perfumes custam 6.700 escudos.

Sobre a marca, “Água de Cabo Verde”, a sua mentora diz, é “exclusiva e refinada” e criada em colaboração com mestres profissionais da alta perfumaria artística italiana.

“Seleccionei essências que lembram o território e as matérias-primas eco sustentáveis. O perfume é um made in Italy, penso que é uma mistura que teve um bom resultado porque fiz uma investigação de todas as plantas e flores de Cabo Verde. Então, criamos uma essência muito original, muito interessante, muito exclusiva e refinada. É uma essência de nicho, exclusivo”, explica.

“Já há pessoas interessadas em comprar o perfume para vender na África do Sul, Angola, Moçambique e até mesmo na Itália. Eu gostaria também de vendê-lo em Lisboa. Mas agora, o meu objectivo é vender aqui e fazer conhecê-lo aqui, já que eu fiz essa criação para Cabo Verde”, conta.

Quem é Maria Giovanna?

Ao Expresso das Ilhas, Maria Giovanna conta que nasceu na Itália, fruto de uma mãe cabo-verdiana e de um pai italiano. Desde criança, passou férias em Cabo Verde com os seus pais e com toda a sua “grande família cabo-verdiana”.

“O desejo crescente de me ligar novamente à minha pátria tornou-se cada vez mais forte. Conheci uma pessoa especial que se apaixonou por mim, minhas origens e essa terra fantástica. Juntamente com ele, o Strefano, meu marido, criou um importante ninho que é a família, com duas crianças maravilhosas e agora nosso grande projecto Água de Cabo Verde”, acrescenta.

Sua paixão por perfumes e atenção aos detalhes, conta, inspirou-a, a criar “essências únicas e refinadas” que representam o seu modo de vida.

“Desde o ano passado interessei-me em vir outra vez para Cabo Verde, para que os meus filhos e o meu marido pudessem conhecer e ficamos por cá”, relata esta cabo-verdiana nascida na Itália.

Maria Giovanna diz ainda que desde pequena gosta de coisas bonitas e de perfumes. Conta ainda que brincava com todas as essências de plantas, flores e combinava.

“Então, já grande, tive a ideia de fazer um perfume para Cabo Verde porque os cabo-verdianos gostam de perfumes. Então, com a intenção de vir cá ficar penso que a minha proposta poderia ser interessante. Então, chamei o meu perfume “Água de Cabo Verde” para lembrar dessa terra, para ter uma ligação com a terra”, narra. 

Texto originalmente publicado na edição impressa do Expresso das Ilhas nº 1012 de 21 de Abril de 2021. 

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Sheilla Ribeiro,25 abr 2021 8:15

Editado porFretson Rocha  em  25 abr 2021 8:32

pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.