e-Legend Concept: Para quando Peugeot?

PorAndre Amaral,12 out 2018 9:04

Paris, Salão automóvel edição de 2018. Mais do que qualquer supercarro, mais do que qualquer marca de luxo, quem surpreendeu o público foi mesmo a Peugeot. A marca do leão apresentou ao mundo o e-Legend Concept.

Quem se lembra do Peugeot 504 coupé, vai, sem dúvidas, encontra neste e-Legend traços comuns, quase iguais.

As formas são as mesmas, mas o design foi actualizado às tendências de hoje e captou a atenção de muitas objectivas. No entanto, este e-Legend Concept tem ainda muito mais para revelar.

O novo Concept da Peugeot é um modelo de linhas apaixonantes, ainda que compactas, com os seus pouco mais de quatro metros e meio de comprimento e apenas 1,37 de altura e com pilares de carroçaria bastante finos, que permitem uma excelente visibilidade sobre a maioria dos ângulos. As jantes são de 19 polegadas e estão equipadas com pneus da Michelin, sendo que este modelo também revela uma grande paixão pela condução, seja aquela realizada por quem se encontra ao volante, ou a condução autónoma de que tanto já se fala.

A introdução dos motores eléctricos permitiu ao comum dos mortais ter ao seu alcance potências que antes só num topo de gama estariam disponíveis. O e-Legend, da Peugeot, quando for lançado e se o chegar a ser – por enquanto não passa de um estudo, de um concept car – virá animado por 465 cavalos de potência e 800Nm de binário extraídos do motor eléctrico. Para ajudar a pôr toda esta potência no chão, o e-Legend tem um sistema de tracção às quatro rodas.

Segundo os valores indicados pela marca, a aceleração dos 0 aos 100 km/h é feita em cerca de quatro segundos e a velocidade máxima ronda os 220 km/h, enquanto a autonomia máxima pode ficar próxima dos 500 quilómetros. E aqui, também há novidades. Para que o entusiasmo da condução não esmoreça facilmente, o carregamento deste Concept pode durar apenas 25 minutos com um carregamento rápido, mas também está disponível uma plataforma de carregamento por indução, se optar por dispensar a presença de cabos.

Para fechar este texto, repete-se a pergunta que dá título a este texto: Para quando Peugeot?

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Andre Amaral,12 out 2018 9:04

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  12 out 2018 9:04

pub.
pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.