NERA a primeira moto construída numa impressora

PorExpresso das Ilhas,30 nov 2018 12:24

​Para quem é fã de novas tecnologias mal elas apareçam, a NERA deve ser um produto muito atractivo. Não só esta é uma moto eléctrica, como também é a primeira do género construída em impressora 3D. Este é apenas um dos usos das impressores 3D da BigRep, start-up alemã que quer levar esta tecnologia às massas, e que já demonstrou um grande interesse em desenvolver novas soluções de transporte com base nas suas máquinas.

A NERA foi desenhada pelo NowLab, divisão de inovação da BigRep, e foi criada para ser completamente funcional. Com excepção da bateria, motor eléctrico e electrónico, todos os componentes da moto eléctrica, incluindo os pneus, jantes, chassis, garfo e assento foram produzidos pelas impressoras 3D da empresa.

Os pneus sem ar também foram desenvolvidos internamente pela firma alemã, assim como os sensores. Com a NERA, a BigRep pretende demonstrar que a tecnologia de impressão 3D pode ser usada para reduzir custos na indústria de peças, em vários tamanhos.

Além da moto eléctrica, a empresa alemã também mostrou nos últimos tempos outras aplicações tecnológicas relevantes para os transportes e mobilidade. Uma delas é a Omni Plataform, um patim com dimensões de um metro de comprimento por 80 cm de largura, que pode ser usado para transportar vários tipos de carga, com uma capacidade máxima de 200 kg. Esta plataforma de carga pode ser usada em modo autónomo e ser integrada em fábricas completamente robotizadas, podendo até transportar robôs.

Este ano, a BigRep já tinha mostrado aplicações mais simples para as suas impressoras 3D, incluindo a estrutura externa para uma moto BMW (incluindo o depósito de combustível, o banco e a carroçaria), desenhos para jantes (uma das formas mais simples de usar esta tecnologia no sector dos transportes), e o nariz para um carro de fórmulas de competição. Também já tinha construído a carroçaria para um carro de Fórmula SAE, uma categoria promocional onde a pilotagem é menos importante, pois destina-se a mostrar as capacidades de engenheiros num ambiente restrito.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,30 nov 2018 12:24

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  30 nov 2018 12:24

pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.