Quinta geração RAV4 já chegou

PorExpresso das Ilhas,1 fev 2019 16:54

Com estilo vincadamente diferente e uma abordagem SUV muito completa, o novo RAV4 dá continuidade ao espírito de pioneirismo que a Toyota encetou há mais de duas décadas, quando em 1994 lançou o primeiro RAV4. A marca recorda que esse modelo “constituiu a chegada de um novo tipo de automóvel para o mundo, que combinava a capacidade de chegar a qualquer lugar e a robustez de um SUV, com as dimensões compactas e comportamento mais próximo do de um hatchback”.

Agora, procura aprofundar essa mesma ideia, com a nova geração (a quinta), a fazer a sua estreia europeia no Salão de Paris. Neste caso, é também a primeira utilização da plataforma TNGA (Toyota New Global Architecture) num SUV, demarcando-se pelo visual, mas também por características como o baixo centro de gravidade e rigidez de carroçaria significativamente aumentada sem retirar espaço ao interior.

Ao mesmo tempo, o novo RAV4 mantém firme a aposta da Toyota na tecnologia electrificada ‘Self-Charging Hybrid’, que foi a escolha de uma esmagadora maioria de clientes na Europa Ocidental (85% em 2018), segundo a marca nipónica. Assim, para esta nova geração há uma nova motorização híbrida TNGA de 2.5 litros e 222 CV, propondo níveis elevados de economia de combustível e baixas emissões.

Paralelamente, os sistemas de tracção integral foram consideravelmente melhorados para obter uma capacidade de “ser conduzido em qualquer estrada”. O novo sistema AWD eléctrico do RAV4 Hybrid foi redesenhado e evoluído para proporcionar um comportamento substancialmente mais competente em condições desafiadoras e um andamento mais seguro em superfícies escorregadias.

Motorizações distintas

O novo RAV4 estará disponível com duas motorizações TNGA, ambas mais potentes e com menor consumo de combustível do que as do seu antecessor. O novo RAV4 Hybrid AWD de 2.5 litros tem uma potência máxima total de 222 CV (face aos 197 CV do anterior), cumprindo a aceleração dos zero aos 100 km/h em 8,1 segundos. A outra variante difere apenas no facto de ser tracção dianteira, logo, evidenciando ligeiramente menos potência – 218 CV.

Os principais componentes, incluindo a Unidade de Controlo de Potência (PCU) e a bateria de hidretos metálicos de níquel estão mais compactos, leves e projectados para reduzir as perdas eléctricas e mecânicas. O sistema de propulsão utiliza o novo motor Dynamic Force de 2.5 litros da Toyota, uma unidade de quatro cilindros com injecção directa e indirecta. A Toyota espera que a economia de combustível do ciclo combinado seja de 4,5 l/100 km (NEDC correlacionado), com emissões de CO2 de apenas 102 g/km (NEDC Correlacionado).

Esta proposta deverá representar uma percentagem ainda maior nas vendas totais do modelo na Europa Ocidental (a Toyota prevê que a mesma aumentará dos atuais 85% para 90%). Um novo motor a gasolina de 2.0 litros estará igualmente disponível, com uma escolha de transmissões manual ou automática, embora não vá estar disponível em Portugal.

O novo RAV4 é também o primeiro Toyota a beneficiar dos recursos adicionais do Toyota Safety Sense, que ampliam o uso de tecnologias avançadas para ajudar a prevenir acidentes e fornecer maior assistência ao condutor, incluindo sistemas que introduzem um nível de condução autónoma.

O mais baixo centro de gravidade possível é alcançado tornando cada componente mais leve e localizando-o mais abaixo no veículo – tudo, desde o motor aos bancos no habitáculo. A plataforma cria igualmente condições para um aumento de 57% na rigidez do chassis do RAV4, o que contribui para uma condução mais estável e um comportamento de nível superior. Outros detalhes contribuem também para optimização dinâmica. Por exemplo, o design e a localização do depósito de combustível foram alterados para obter o melhor comportamento e estabilidade possíveis (o depósito está agora localizado lateralmente na frente do eixo traseiro, de modo a que sua carga seja distribuída uniformemente entre as rodas, o que contribui para um comportamento mais estável). O equilíbrio ideal na distribuição do peso não é alcançado apenas da frente para trás (51/49), mas também da esquerda para a direita.

A resposta da Direcção Assistida Electricamente foi melhorada através da passagem do motor auxiliar da coluna para a cremalheira, aumentando o binário na direcção, logo necessitando de menos esforço e melhor comunicação com o condutor à medida que a direcção ganha “peso” e passa uma percepção mais fidedigna da estrada em curva. São usados pneus de verão em vez dos típicos ‘4 estações’, numa medida que visa aumentar também a precisão da condução e a eficácia da travagem.

A plataforma TNGA da RAV4 também se distingue pelo uso de um sistema de suspensão traseira com duplos triângulos sobrepostos. Graças ao baixo centro de gravidade e elevada rigidez da carroçaria, a suspensão precisa de ser mais rígida para atender aos objectivos dinâmicos. No entanto, foram feitos ajustes precisos na suspensão traseira para incrementar o conforto de condução, incluindo uma configuração mais vertical dos amortecedores e optimização do ponto de localização dos braços de reboque.

O novo RAV4 registou um aumento da distância ao solo (+15 mm), usando rodas de grande diâmetro e tornando o carro adequado para vários tipos de utilização.

Robustez visual

A aparência exterior é amplamente chamativa e robusta, com diferentes vincos e arestas que se combinam para aparência musculada e sólida. O habitáculo foi desenvolvido para oferecer elevada qualidade sensorial, havendo superfícies de toque suave “abundantes, incluindo o painel de bordo e os painéis das portas”. A inspiração no concept FT-AC da Toyota é visível em elementos como as formas simétricas e uso do motivo do polígono. A zona de comandos também é nova, combinando botões e comandos tácteis, como o botão/comando rotativo para regular o ar condicionado.

A plataforma TNGA foi também pródiga para ganhar espaço no habitáculo. Reduzindo as projecções dianteira e traseira da carroçaria num total de 35 mm (-5 mm à frente, -30 mm atrás), o novo modelo é mais curto em 5 mm (4600 mm), mas a distância entre eixos foi aumentada em 30 mm (2690 mm), assegurando um habitáculo mais espaçoso. A largura total cresceu em 10 mm (1855 mm) e as vias dianteira e traseira foram aumentadas. Ao mesmo tempo, a altura total foi reduzida em 10 mm (para 1650 mm).

No interior, uma das preocupações foi a melhoria da visibilidade geral, havendo elementos reveladores disso mesmo como o capot 15 mm mais baixo, os espelhos retrovisores movidos para uma posição mais baixa nas portas dianteiras ou pilares dianteiros mais finos. A altura da bacia do condutor foi reduzida em 15 mm, mas o curso de regulação do volante foi aumentado em 50%, para que seja mais fácil ao condutor encontrar a sua posição ideal atrás do volante. O conforto para os passageiros do banco traseiro foi melhorado, com 40 mm adicionados na largura e mais espaço para na zona dos apoios para pés. O aumento do ângulo de abertura das portas traseiras e a redução da distância do ponto da bacia à soleira da porta facilita a entrada e saída do veículo e a instalação/remoção de cadeirinhas de crianças.

O espaço de carga cresceu 79 litros face ao RAV4 anterior, sendo mais versátil: com os bancos traseiros rebatidos, o novo RAV4 pode acomodar uma bicicleta de montanha de 29 polegadas sem necessidade de remoção de rodas.

O novo RAV4 Hybrid está equipado com um sistema eléctrico de tração às quatro rodas AWD significativamente melhorado, registando melhor economia de combustível em condução urbana, desempenho mais silencioso a altas velocidades e melhor tração em condições de piso escorregadio. É também mais compacto e leve do que os sistemas mecânicos AWD o que quer dizer que nem o consumo de combustível nem o conceito geral do veículo são comprometidos O sistema gere de forma eficiente o binário usando a energia do sistema de propulsão híbrido e um motor gerador adicional no eixo traseiro.

Comparado com o modelo anterior, o nível de binário que pode ser enviado para as rodas traseiras foi aumentado em 30%, permitindo uma repartição dianteira/traseira de 100:0 até 20:80, dependendo das condições da condução. O binário máximo que pode chegar às rodas traseiras aumentou de 953 para 1300 Nm, igualando ou superando o binário máximo conseguido pelos sistemas mecânicos.

O RAV4 AWD beneficia ainda da introdução da Gestão Integrada AWD (AIM), que ajusta automaticamente os diferentes sistemas do veículo – direcção assistida, controlo de travagem e do acelerador, padrão de passagens de caixa e distribuição do binário – de acordo com o modo de condução seleccionado: Normal, Eco ou Sport (este último para melhor desempenho em estrada).

Mais ‘escapadelas’ com o modo Trail

O RAV4 Hybrid eleva as suas aptidões 4×4 com a introdução de um novo diferencial autoblocante – Modo Trail – que garante a melhor aderência e controlo possíveis em condições escorregadias. No novo modelo, ao activar o Modo Trail (através de um selector do modos de condução na consola central), a roda que está a girar livremente pode ser travada e o binário direccionado para a roda que está presa. O controlo do acelerador e o padrão de funcionamento da transmissão também são adaptados para ajudar o condutor a manter o veículo em movimento.

O equipamento também é vasto neste modelo, com itens disponíveis, de série ou opcionalmente de acordo com o nível, como o tejadilho panorâmico eléctrico, bancos ventilados, carregamento sem fio para smartphones e até cinco entradas USB em todo o habitáculo para ligação de vários dispositivos. Garantido está o facto de que na Europa todas as versões virão equipadas com a mais recente versão do sistema Toyota Safety Sense com uma função de contacto de emergência eCall.

Mesmo no nível de entrada, a lista incluirá jantes de liga leve de 17 polegadas, barras de tejadilho, faróis de LED, arranque por botão, ecrã de áudio de sete polegadas e ecrã TFT multi-informação de 4.2 polegadas.

O RAV4 Hybrid disporá ainda de um nível de equipamento Style, com acabamento de pintura em dois tons, marcando um contraste entre a cor da carroçaria (uma de quatro opções) e uma secção do tejadilho em negro, além de faróis com projector LED e jantes de liga leve pretas de 18 polegadas. Nos bancos de estilo desportivo no habitáculo um revestimento preto no tecto e detalhes em azul contrastam para visual elegante, segundo a marca.

Outros recursos premium que estarão disponíveis no novo RAV4 incluem um Monitor de Visão Panorâmica (vista de 360 graus em tempo real da área imediatamente ao redor do veículo), útil em prática de TT e nas manobras em espaços confinados ou o sistema de som JBL feito à medida com arquitectura de nove altifalantes.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Tópicos

Toyota RAV4

Autoria:Expresso das Ilhas,1 fev 2019 16:54

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  1 fev 2019 16:54

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.