Até quando, Schumacher? Nova revelação sobre estado de saúde do ex-piloto

PorExpresso das Ilhas,12 jul 2019 9:34

Antigo líder da Ferrari voltou a falar sobre o nível de comunicação do piloto alemão e as notícias não são as melhores.

O antigo chefe da Ferrari, Jean Todt, transmitiu uma atualização preocupante sobre a saúde de Michael Schumacher.

Todt, que é amigo íntimo de Schumacher, fez parte de uma homenagem especial ao sete vezes campeão da Formula 1 no Goodwood Festival of Speed em West Sussex, Inglaterra, nesta semana.

Jean Todt referiu ao Daily Express que estava bastante triste pelo facto da sua amizade com Schumacher nunca mais poder vir a ser a mesma.

"A sua família está a lutar tanto e, claro, a nossa amizade nunca mais vai poder vir a ser a mesma. Já não há mais a mesma comunicação de antes", referiu o ex-líder da Ferrari e actual presidente da FIA (Federação Internacional de Automobilismo), em declarações reproduzidas pelo Motorsport.

Um acidente de esqui nos Alpes franceses, em dezembro de 2014, deixou Schumacher com danos cerebrais bastante graves. Pouco foi revelado sobre a condição do ex-piloto alemão. "Eu só posso dizer que a sua família está a cuidar bem dele e ele continua a lutar", disse Todt.

Luca Badoer, ex-colega da Ferrari de Schumacher, revelou que apenas uma quantidade limitada de pessoas tem permissão para visitar Schumacher por causa de sua condição actual. "Apenas algumas pessoas podem visitar Schumacher. A sua esposa Corinna decide quem pode vê-lo", referiu Badoer ao Daily Express. Por exemplo, o ex-companheiro de equipa de Schumacher, Rubens Barrichello, não teve permissão para o visitar.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,12 jul 2019 9:34

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  12 jul 2019 9:34

pub.

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.