De Nova Iorque a Paris em 90 minutos?

PorExpresso das Ilhas,3 set 2020 10:04

Uma startup aeroespacial ganhou um contrato para desenvolver um novo avião a jacto, que substituirá o avião presidencial dos EUA, o Air Force One. Segundo os planos da empresa vencedora, esta aeronave poderá viajar em Mach 5, permitindo voar de Nova Iorque a Paris em 90 minutos.

Apesar de ser uma informação reveladora, este avião, que voará a cinco vezes a velocidade do som, ainda terá 10 anos de desenvolvimentos pela frente.

Uma empresa aeroespacial chamada Hermeus anunciou na semana passada um contrato com a Força Aérea dos EUA e a Direcção de Voo Presidencial e Executivo para desenvolver uma aeronave hipersónica para a frota presidencial.

Apesar dos planos de uma aeronave nova a voar 5 vezes a velocidade do som, esta não será para já. Aliás, o próximo Air Force One, um 747-8 modificado, deverá ser entregue pela Boeing no próximo ano. Contudo, este contrato da Hermeus tem como objectivo a sua substituição.

Segundo o que referiu a Hermeus, este contrato irá permitir desenhar, construir e testar com sucesso um protótipo de um motor capaz de impulsionar um avião para Mach 5, cerca de 5.300 km/h.

Conforme referiu o seu co-fundador, Skyler Shuford, a Hermeus planeia construir um veículo de demonstração nos próximos cinco anos. Posteriormente, os planos prevêem aviões comerciais numa década. Um comunicado de imprensa a anunciar o contrato da Força Aérea disse que parte do projecto iria focar-se na integração dos requisitos da Força Aérea nos projectos do avião.

A Hermeus surgiu no ano passado, a anunciar planos para desenvolver uma aeronave Mach 5 que poderia voar de Nova Iorque a Paris em cerca de 90 minutos. Esta informação foi dada a conhecer em Maio de 2019, onde era acrescentado que a empresa teria recebido um financiamento que usou para desenvolver o protótipo. Segundo o relatório da Hermeus, o projecto terá um motor de ciclo combinado baseado em turbina para o sistema de propulsão.

Os co-fundadores da empresa são ex-colaboradores da SpaceX, Blue Origin e da empresa aeroespacial Generation Orbit.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,3 set 2020 10:04

Editado porSara Almeida  em  3 set 2020 10:04

pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.