Chumbo do Orçamento empurra Espanha para eleições antecipadas

PorExpresso das Ilhas, Lusa,13 fev 2019 12:56

Pedro Sanchez
Pedro Sanchez

O parlamento espanhol votou hoje em Madrid contra o projecto de Orçamento para 2019 do Governo minoritário socialista, o que pode forçar o primeiro-ministro, Pedro Sánchez, a marcar eleições antecipadas.

Os partidos independentistas catalães, que foram decisivos para a subida ao poder de Pedro Sánchez em Junho passado, votaram agora ao lado da oposição de direita na devolução ao executivo da totalidade das contas de Estado.

O chefe do Governo e vários dirigentes socialistas têm afirmado que, sem orçamento, a legislatura, que deveria terminar em meados de 2020, seria “encurtada”.

Los independentistas rechazan los Presupuestos y precipitan el fin de la legislatura

La legislatura da sus últimos pasos. Antes de la votación de las enmiendas a los Presupuestos, Unidos Podemos, el PNV y el Grupo Socialista han hecho un último intento, enfático y persistente, para convencer a los independentistas catalanes (ERC y PDeCAT) de que retiraran las enmiendas a la totalidad y validaran las cuentas del Gobierno de Pedro Sánchez.

Pedro Sánchez tem agora de decidir se continua a governar, prolongando em 2019 o orçamento do executivo anterior, de Mariano Rajoy, do Partido Popular (direita), ou se convoca eleições antecipadas.

Todos os olhos estão postos no chefe do executivo e a imprensa espanhola já avança com prováveis datas para as eleições antecipadas.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Lusa,13 fev 2019 12:56

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  20 mai 2019 23:23

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.