Donald Trump chama “estúpido” a embaixador britânico que o acusou de “incompetente”

PorExpresso das Ilhas, Lusa,10 jul 2019 7:42

Donald Trump
Donald Trump

​O Presidente dos EUA, Donald Trump, qualificou o embaixador britânico em Washington como “uma pessoa muito estúpida”, depois de terem sido reveladas mensagens confidenciais em que o diplomata dizia que o Governo norte-americano era “incompetente”.

A revelação pelo jornal inglês Sunday Mail de telegramas diplomáticos em que o embaixador britânico em Washington, Kim Darroch, se referia ao Governo dos EUA como “incompetente” e “instável” levou o Presidente norte-americano a reagir de novo hoje, dizendo que aquele diplomata é “uma pessoa muito estúpida” e anunciando que não teria mais contacto com ele.

A primeira-ministra britânica, Theresa May, já disse que está ao lado do embaixador, perante a reacção do Presidente norte-americano, apesar do embaraço diplomático, que já levou o Governo do Reino Unido a pedir formalmente desculpas ao Governo dos EUA.

“Eu não conheço o embaixador, mas disseram-me que ele é um tonto pomposo. Digam-lhe que os EUA têm agora a melhor economia e forças militares do mundo”, escreveu Donald Trump na sua conta pessoal da rede social Twitter.

Donald Trump aproveitou ainda para voltar a criticar a forma como a primeira-ministra britânica lidou com o processo do ‘Brexit’.

“Eu disse a Theresa May como lidar com a questão, mas ela preferiu ir pelo seu tolo caminho e não o conseguiu fazer”, escreveu Trump no Twitter.

“A boa notícia para o Reino Unido é que em breve terão um novo primeiro-ministro”, acrescentou o Presidente dos EUA.

Este incidente diplomático cria agora um dilema para o futuro primeiro-ministro (que todas as sondagens dizem que deverá ser Boris Johnson, antigo ministro dos Negócios Estrangeiros de Theresa May, que tem sido elogiado por Trump), que terá de escolher entre manter Darroch, arriscando problemas diplomáticos, ou substitui-lo, dando a ideia de que cedeu à pressão de Donald Trump.

“Não se pode mudar um embaixador a pedido de um país”, disse William Hague, antigo ministro dos Negócios Estrangeiros do Reino Unido, numa entrevista à estação televisiva BBC.

“E tarefa dos embaixadores fazer uma avaliação honesta do que acontece nos países onde estão destacados”, explicou Hague.

Nos telegramas, Darroch, que está no posto de embaixador em Washington desde 2016, sugeriu que para se comunicar com Donald Trump é preciso “apresentar os argumentos de forma simples”, dizendo que não acreditava em mudanças com o evoluir do tempo.

“Não acreditamos que esta administração se torne substancialmente mais normal; menos disfuncional; menos imprevisível; menos dividida; menos diplomaticamente desajeitada e incompetente”, escreveu o embaixador num dos telegramas.

O actual ministro dos Negócios Estrangeiros britânico, Jeremy Hunt, já disse que haverá uma investigação à fuga de informação que permitiu a divulgação dos telegramas diplomáticos, dizendo que “se e quando houver responsáveis, eles serão fortemente condenados”.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Lusa,10 jul 2019 7:42

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  21 jul 2019 18:19

pub.

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.