Rússia visa neutralidade carbónica até 2060

PorExpresso das Ilhas, Lusa,13 out 2021 16:08

O Presidente russo, Vladimir Putin, anunciou hoje que a Rússia, um dos maiores poluidores do mundo, quer atingir a neutralidade de carbono até 2060, uma estratégia mais ambiciosa do que a fixada até agora.

"Na prática, a Rússia vai esforçar-se para alcançar a neutralidade de carbono na sua economia. E estabelecemos uma meta concreta - o mais tardar para 2060", disse Putin, durante um fórum de energia em Moscovo, colocando os objectivos russos a par dos da China.

No início deste mês, o jornal diário Kommersant revelou que o Governo russo estava a preparar uma nova estratégia ambiental, com medidas mais drásticas para reduzir as emissões de gases de efeito estufa.

De acordo com o plano divulgado pelo jornal russo, Moscovo teria como objectivo reduzir as suas emissões em quase 80% até 2050, em particular abandonando gradualmente o carvão como fonte de electricidade em favor de mais energia nuclear.

A Rússia é um dos principais produtores de hidrocarbonetos do mundo e um país onde as questões ambientais só começaram tarde a aparecer nos discursos oficiais.

Com grande parte da sua economia baseada na mineração, a Rússia tem colocado as metas ambientais de forma menos ambiciosa do que os seus vizinhos europeus e Putin assumiu tradicionalmente posições cépticas sobre as alterações climáticas.

No entanto, o Presidente russo reviu a sua posição nos últimos tempos, alarmado pela multiplicação de desastres naturais, como os incêndios que devastaram o país no passado verão.

Este ano, Putin também participou numa cimeira organizada pelo Presidente dos EUA, Joe Biden, e expressou o seu interesse em fortalecer a cooperação internacional sobre matérias de clima.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Lusa,13 out 2021 16:08

Editado porAndre Amaral  em  13 out 2021 16:09

pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.