Autoridades tunisinas retiram 144 migrantes das águas do Mediterrâneo

PorExpresso das Ilhas, Lusa,23 jun 2022 8:18

Unidades da Guarda Costeira tunisina resgataram durante as últimas horas 144 migrantes, a maioria de nacionalidades africanas, que tentavam chegar às costas europeias, anunciou hoje o porta-voz da Guarda Nacional, Hucemeddín Jbabli.

Citado em comunicado de imprensa, Jbabli precisou que as operações de resgate se realizaram quando as unidades de forças navais intervieram face a várias tentativas de migrantes de alcançarem a costa norte do Mediterrâneo, durante a noite de terça-feira.

O porta-voz oficial da Guarda Nacional de Tunis afirmou que todos os emigrantes resgatados foram entregues às autoridades para que se iniciem os trâmites legais necessários.

Tunis e a vizinha Líbia converteram-se em países de trânsito para milhares de migrantes que fogem do conflito e da pobreza através da chamada rota do Mediterrâneo central, considerada uma das mais mortíferas do mundo.

Segundo os números oficiais do Ministério do Interior, mais de 20.600 migrantes foram interceptados durante o ano passado, metade dos quais originários da África subsahariana.

A Organização Mundial para as Migrações (OIM) revelou que em 2021 mais de 32.425 pessoas -incluindo 1.309 menores - foram resgatadas ou interceptadas, 655 pessoas morreram e outras 897 desapareceram em travessias para a Europa.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Lusa,23 jun 2022 8:18

Editado porAndre Amaral  em  23 jun 2022 14:18

pub.
pub.
pub.

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.