Reino Unido, França e Polónia saúdam envio de tanques. Espanha faz alerta

PorExpresso das Ilhas, Lusa,25 jan 2023 13:27

O Reino Unido, França e Polónia congratularam-se hoje com a decisão de Berlim autorizar o envio dos tanques 'Leopard 2' para a Ucrânia, com Espanha a alertar para o perigo de uma escalada da guerra contra a Rússia.

Em Londres, o primeiro-ministro britânico, Rishi Sunar, numa publicação na rede social Twitter, saudou a "boa decisão" da Alemanha, que vai "permitir reforçar a capacidade defensiva" da Ucrânia face à invasão russa.

"É boa a decisão tomada pelos nossos aliados e amigos da NATO [Organização do Tratado do Atlântico Norte] de enviar carros de combate para a Ucrânia. Ao lado dos 'Challenger 2' [os tanques prometidos recentemente por Londres], o exército vai reforçar a capacidade defensiva da Ucrânia", sublinhou Sunar.

Em Paris, o Presidente francês, Emmanuel Macron, também elogiou a "luz verde" da Alemanha para o envio dos blindados para a Ucrânia, realçando o "longo e amplo" apoio de França à entrega, em breve, de carros de combate mais ligeiros, os 'AMX10-RC'.

O Governo francês, porém, ainda não decidiu enviar os seus próprios tanques 'Leclerc', possibilidade que Macron não descartou.

Em Varsóvia, o primeiro-ministro polaco, Mateusz Morawiecki, aplaudiu a decisão alemã, medida que considera como "um grande passo para travar a Rússia".

"Juntos somos mais fortes", disse Morawiecki também na rede social Twitter, numa mensagem na qual agradeceu ao chanceler alemão, Olaf Scholz.

O porta-voz do executivo da Scholz, Steffen Hebestreit, explicou que a Alemanha vai entregar 14 'Leopard 2 A6' que estão no arsenal das Forças Armadas Alemãs, depois de dias de especulação sobre a posição que Berlim finalmente adoptaria.

A Polónia tinha exigido o aval da Alemanha para enviar os blindados 'Leopard' e ameaçou mesmo agir unilateralmente se Scholz não desse essa autorização.

Mais moderado, o Governo espanhol, através da ministra dos Direitos Sociais e para a Agenda 2030, Ione Belarra, comentou a decisão alemã e considerou que o envio dos blindados 'Leopard' para a Ucrânia "apenas contribui para uma escalada bélica", advertindo que "poderá levar a uma resposta imprevisível e muito perigosa da Rússia".

Belarra, que falava à margem da inauguração de um evento organizado pela Rede Europeia de Luta contra a Pobreza e a Exclusão Social no Estado Espanhol (EAPN-ES), defendeu, desta forma, a resolução do conflito entre a Ucrânia e a Rússia através da via diplomática.

"Muitos especialistas têm alertado para o facto de os 'Leopard' só contribuírem para a escalada da guerra e que tal poderá desencadear uma resposta imprevisível e muito perigosa da Rússia", sublinhou Belarra.

A Alemanha autorizou o envio de carros de combate 'Leopard 2', de fabrico alemão, para os militares ucranianos combaterem a invasão russa e aprovou os pedidos de outros países no mesmo sentido, segundo o porta-voz do executivo de Berlim.

"Esta decisão segue a nossa linha conhecida de apoiar a Ucrânia da melhor maneira possível. Actuamos internacionalmente de maneira altamente coordenada", declarou o chanceler alemão, Olaf Scholz, citado por Hebestreit.

Num comunicado, o Governo alemão declarou que, inicialmente, fornecerá à Ucrânia 14 dos seus tanques 'Leopard 2 A6'. A Alemanha e respectivos aliados deverão fornecer ao exército ucraniano um total de 88 tanques.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Lusa,25 jan 2023 13:27

Editado porAndre Amaral  em  4 fev 2023 11:20

pub.
pub.

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.