Milhares de sobreviventes em situação crítica seis meses após os sismos na Turquia e Síria

PorExpresso das Ilhas, Lusa,5 ago 2023 9:37

Seis meses após os devastadores terramotos que atingiram a Turquia e a Síria em 06 e Fevereiro, milhares de sobreviventes permanecem expostos a uma situação humanitária crítica, com pelo menos quatro milhões de menores em risco no território turco.

A actividade sísmica de há seis meses, no sul do país e perto de Ganziatep, capital da província com o mesmo nome e junto à fronteira com a Síria, foi a "mais forte" desde 1995, quando foi instalada a rede nacional de supervisão de sismos, disse à agência noticiosa Europa Press o director-geral do Centro Nacional Sísmico turco, Raed Ahmed.

O Gabinete de Gestão de Desastres e Emergências (AFAD) turco, dependente do Ministério do Interior, informou sobre o primeiro terramoto às 04:17 (hora local). 

Apenas 20 minutos depois, seguiu-se nos arredores de Ganziatep uma réplica com uma intensidade de 6,7 na escala de Richter. Perto do meio-dia, registou-se outro terramoto com intensidade 7,5 com epicentro a quatro quilómetros de Ekinozu, também no sul a Turquia, e a 10 quilómetros de profundidade.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Lusa,5 ago 2023 9:37

Editado porDulcina Mendes  em  15 abr 2024 23:28

pub.

pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.