Janela de oportunidade nos E-sports

PorLeonardo Cunha,22 abr 2020 9:05

Numa altura em que o desporto está praticamente parado e agora não têm nenhum tipo de competição, os adeptos apenas conseguem recorrer à Premier League da Bielorrússia ou da Liga Superior do Tajiquistão para ver alguma competição desportiva televisiva.

Igualmente, outro fenómeno acontece em paralelo aos treinos de 15 minutos de Instagram por parte de Atletas alta competição. Agora eles voltaram-se também para os e-sports (jogos eletrónicos). Um novo programa chamado Zwift permite andar de bicicleta estacionárias em um mundo virtual. Ciclistas de elite participam de eventos, com um tour virtual da Flandres transmitido ao vivo pelo Eurosport. Por Cabo Verde, a Federação de Xadrez tem organizado torneios online para os seus atletas.

Igualmente, a Fórmula 1 teve sua temporada de Grand Prix on-line, com o GP do Bahrein disputado praticamente no mês passado. No início desta semana, uma mistura eclética de jovens talentos da Fórmula 1, como Charles Leclerc, da Ferrari, o jogador de críquete Ben Stokes e duas personalidades do YouTube deram 28 voltas no GP da Austrália.

Enquanto isso, foi decidido concluir os playoffs da Liga Finlandesa de Hóquei no jogo da EA Sports NHL 2020. Cada uma das dez equipas qualificadas selecionou um representante, com alguns clubes buscando um jogador e outros escolhendo fãs de hóquei no gelo. As partidas estão a ser transmitidas na televisão finlandesa, com a MTV3, a maior emissora comercial do país, marcada para transmitir a final.

O FIFA 2020, também está sendo utilizado. Foi lançada a Stay and Play Cup, um torneio que visa arrecadar dinheiro para instituições de caridade de proteção ao coronavírus. A partir da próxima semana, 20 jogadores profissionais representando as maiores equipas da Europa vão se enfrentar virtualmente. No México, toda a temporada de 17 jogos da Liga MX está a ser disputada na FIFA 2020 e transmitida pelo TV. No basquetebol existe um torneio da NBA 2K Players a ser organizado e transmitido na ESPN no início do mês.

A variedade de exemplos mostra até que ponto o e-sports preencheu o vazio deixado por competições adiadas ou canceladas. De fato, a pandemia deu à indústria de e-sports a oportunidade de se posicionar no mundo do desporto.

Os e-sports “bate à porta” do mundo desportivo tradicional há anos, apresentando-se como um desporto de demonstração em competições, como os Jogos Asiáticos. Ele está presente nos Jogos Pan-Americanos de 2023 em Santiago e também será um evento paralelo nos Jogos Olímpicos de Paris em 2024. Até o Comitê Olímpico Internacional deixou claro que deseja acompanhar os avanços dos e-sports, criando um grupo de contato em 2018.

No entanto, os e-sports ainda é algo que é ridicularizado por alguns, mas durante a pandemia mostrou ter vantagens que o desporto tradicional não consegue igualar. Os e-sports podem ser jogados por qualquer pessoa, com competidores de todo o mundo capazes de participar de um evento. Viajar de avião não é uma necessidade, nem uma arena lotada de espectadores. Os e-sports foram afetados pela pandemia, é claro. Os maiores eventos acontecem nos estádios, na frente de milhares de pessoas, e estes foram também adiados. É possível realiza-los virtualmente, no entanto, é por isso que o e-sports cresceu durante a presente paragem.

Ninguém sabe ao certo como será o mundo pós-pandemia, mas é possível que os e-sports não voltem ao normal por muito tempo. O setor dos e-sports está mais bem equipado para permanecer proeminente durante todo esse período e, portanto, pode manter essa influência quando a pandemia terminar.

As federações sem dinheiro podem até recorrer aos e-sports enquanto procuram ressuscitar os orçamentos esgotados. Os eventos de e-sports ganham dinheiro, com certeza, e de repente eles podem parecer muito mais atraentes para um setor devastado financeiramente pela pandemia. A importância dos eventos virtuais e online no mês passado mostrou que o setor está a tirar proveito disso. 

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Leonardo Cunha,22 abr 2020 9:05

Editado porSara Almeida  em  28 mai 2020 11:19

pub.
pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.